Vídeo Amador registra satélites fixos cruzando a nebulosa de Orion
Quando um satélite é colocado a 42 mil km de altitude acima do equador, seu período orbital se iguala ao tempo de rotação da Terra e isso faz com que pareça estar parado no céu. Mas quando visto contra o fundo estrelado seu movimento é facilmente perceptível, como visto neste vídeo.