Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Fenômenos Naturais - Vulcões
Quinta-feira, 3 jan 2013 - 10h18

Imagem de satélite: neve encobre fluxo de lava do vulcão Tolbachik

Um mês após entrar em erupção na Península de Kamchatka, na Rússia, a lava incandescente continua a fluir pelas fissuras do vulcão Tolbachik. Entretanto, o intenso frio da região esfriou parte da lava permitindo que a neve se acumulasse no flanco da montanha.

Vulcao Tolbachik
Clique para ampliar

Tolbachik é um dos inúmeros vulcões ativos da região de Kamchatka, uma enorme península com cerca de 1250 km de extensão localizada na região oriental da Rússia, a oeste das ilhas Aleutas. O vulcão entrou em erupção em 27 de novembro de 2012 e até agora permanece em atividade, jorrando lava ao longo de quase 20 quilômetros de fissuras no flanco sul da montanha.

O intenso frio que faz na região, próximo a 30 graus negativos, colaborou para o resfriamento prematuro dos fluxos de lava, permitindo que a neve se acumule acima da rocha derretida.

Nesta foto, feita pelo satélite de sensoriamento remoto EO-1 (Earth Observing-1) os fluxos de lava encobertos aparecem em cinza, enquanto a lava derretida é vista em tons negros. No flanco norte, próximo à fissura ativa, uma pálida coloração laranja indica o local de uma erupção.


Foto: Imagem captada pelo satélite de sensoriamento remoto EO-1 registrada em 22 de dezembro de 2012 mostra a neve encobrindo parte dos fluxos de lava do vulcão Tolbachik. Créditos: NASA/EO-1 team, USGS Global Visualization Viewer, Apolo11.com.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2017
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Um instante mais e estarás esquecido de tudo; mais um instante, e todos estarão esquecidos de ti" - Marco Aurélio