Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Aventuras e Expedições
Segunda-feira, 2 jun 2008 - 09h21

Satmaps: Imagens de satélites mostram a região dos índios isolados

Recentemente, praticamente todos os meios de comunicação levaram ao conhecimento do público a descoberta de um novo grupo de índios isolados vivendo à margem esquerda do rio Envira, no Acre, próximo à fronteira com o Peru. De acordo com a Funai, Fundação Nacional do Índio, o grupo ainda não tem etnia definida e vive em seis malocas com grande área de roçado. Ao que tudo indica o grupo nunca teve contato com a civilização.


Para ativar o aplicativo clique sobre a imagem

A expedição foi comandada pelo indigenista José Carlos Meireles, coordenador da Frente de Proteção Etnoambiental da Funai. Para realizá-la foram necessárias mais de 20 horas de vôo em uma aeronave do tipo Cesna, alugada com recursos do governo do Acre, que destacou o fotógrafo Gleilson Miranda e um cinegrafista para acompanhar a equipe.

As fotos divulgadas rapidamente ganharam destaque internacional e mostram os guerreiros pintados de jenipapo e urucum, tentando atacar a flechadas o avião da expedição dos pesquisadores. As cenas também mostram mulheres de saiotes de algodão cru e crianças fugindo para a mata.


Imagens de satélites
Naturalmente, a descoberta do grupo isolado não foi feita por acaso. Considerando-se as dimensões da floresta amazônica, achar por acaso uma maloca de índios nunca antes vistos seria o mesmo que encontrar um grão de arroz nas areias do deserto. A descoberta somente foi possível observando a região do alto, através de imagens de satélites. Para isso os pesquisadores da Funai utilizaram as imagens do Google Earth, as mesmas que o Apolo11 disponibiliza através do aplicativo SatMaps e que colocamos à disposição dos usuários.


Coordenadas não divulgadas
Por motivos óbvios, as coordenadas das malocas não foram divulgadas por Meireles nem mesmo à Funai, por isso não podemos precisar o local exato do grupo, mas considerando as descrições repassadas pelos pesquisadores, centralizamos uma área provável da floresta, próximo ao Igarapé Ximene, à margem esquerda do Rio Envira, na fronteira do Acre com o Perú.

O aplicativo permite que você navegue pela região. Na imagem de satélite linha reta horizontal marca a fronteira entre os dos países, colocando em destaque o Igarapé Major Dantas. Navegando para noroeste temos o Rio Envira e para leste o rio Jaminauá. O propósito deste artigo não é o de indicar a localização da tribo e sim mostrar as potencialidades das imagens de satélites. Com olhos apurados e conhecimento do que se está procurando, os pesquisadores da Funai puderam localizar uma nova clareira. Quem sabe você também não encontre coisas diferentes na região? É só uma questão de observação e pesquisa!

Fotos: No topo, aplicativo Satmaps mostra a região da Amazônia onde foram descobertos os índios isolados. Para ativar a navegação clique sobre a imagem.
Na seqüência, cena feita pelo fotógrafo Gleilson Miranda mostra os índios tentando se defender do avião da expedição. Crédito da foto: Gleilson Miranda/Funai.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2017
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Pela rédea o cava,lo conhece quem o está montando" - Provérbio Turco"