Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Exploração Espacial
Sábado, 6 set 2008 - 15h34

Marte: Jipe Opportunity deixa a cratera Vitória

Após um ano de exploração, o jipe-robô norte-americano Opportunity finalmente deixou o interior da cratera Vitória e retornou à planície do Planeta Vermelho. De acordo com o JPL, Laboratório de Propulsão a Jato, da Nasa, o explorador subiu a encosta íngreme pelo mesmo caminho que fez para chegar ao fundo.

Trilha do Jipe opportunity

"O explorador já está em terreno plano", disse Paolo Belluta, engenheiro do JPL que conduziu a navegação do robô.

Opportunity completou a tarefa de retorno em 30 dias, desde que a equipe do JPL resolveu finalizar o trabalho no interior da cratera. No total o explorador caminhou por 50 metros até a borda.

"Estamos prontos pra a próxima aventura nas planícies de Meridiani", disse o diretor-geral para as missões Opportunity e Spirit, John Callas. "Entramos com segurança no interior da cratera e realizamos todas as tarefas propostas. Nossa preocupação era de que alguma falha nas rodas do jipe pudesse impedir que saísse de lá, mas Opportunity é uma máquina maravilhosa e tudo deu certo", disse Callas.


Longa Missão
A missão Opportunity tem estudado a os arredores da cratera Vitória durante mais da metade dos 55 meses desde que o jipe-robô pousou em Meridini Planum, no equador marciano. Vitória tem aproximadamente 800 metros de diâmetro e suas rochas mantém as características desde que se formaram com o impacto de um objeto.

A equipe selecionou a cratera desde que o jipe Opportunity deixou o interior da pequena cratera Endurance em 2004. Durante os 22 meses em que percorreu as vizinhanças de Vitória, Opportunity fez diversas pausas para realização de estudos e evitar armadilhas de areia que pudessem danificar seus componentes. Em setembro de 2007 o explorador atingiu a borda da cratera e por quase 1 ano fez o levantamento das rotas que usaria para descer a encosta.

O próximo passo do JPL será usar o braço robótico do Opportunity para examinar algumas pedras espalhadas na região, algumas do tamanho de um punho fechado. Segundo os cientistas essas rochas foram arremessadas por impactos que ocorreram à longa distância, muito longe para o robô alcançar.

Foto: Foto feita pela câmera de guiagem do explorador Opportunity mostra a trilha o robô utilizou para sair da cratera Vitória, de 800 metros de diâmetro. A trilha foi feita pelas rodas do explorador pela primeira vez há 1 ano quando Opportunity desceu a cratera. Crédito: NASA/JPL-Caltech.






Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2017
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Governar é roubar, todo mundo sabe disso" - Calígula