Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Espaço - Tecnologias
Quarta-feira, 6 dez 2006 - 16h13

Conheça a sequência de lançamento dos ônibus espaciais

Uma das mais impressionantes fases do lançamento dos ônibus espaciais é sem dúvida os primeiros oito minutos, desde o momento da ignição dos foguetes principais até a efetiva entrada em órbita.

Nesse curto espaço de tempo a nave é levantada do solo e acelerada a 28 mil quilômetros por hora. Para isso conta com a ajuda de dois foguetes de combustível sólido (SRB - Solid Rocket Buster) auxiliados por três motores principais, que consomem a impressionante quantia de 188 mil quilos de combustível líquido a cada minuto, que ficam armazenados no gigantesco tanque externo, de cor laranja.


Os foguetes

Sozinhos, os dois SRBs, presos ao lado da estrutura principal, proporcionam 80% do impulso necessário à colocação do engenho em órbita. No momento da partida, cada um deles carrega 450 toneladas de propelente.

Após darem ao ônibus espacial a velocidade necessária para escapar da gravidade da Terra, dois minutos após a ignição os dois foguetes se separam da estrutura, a uma altitude de aproximadamente 45 km. De para-quedas, caem em direção ao Atlântico, de onde são resgatados por navios militares e reaproveitados para a próxima missão. O impulso dado à estrutura nesse momento supera 2 mil toneladas e a impulsiona à velocidade de 4828 km/h.

Após a separação dos dois SRB´s, os três motores principais operam por mais seis minutos e aumentam ainda mais velocidade do ônibus espacial, de 4828 km/h para 27358 km/h, consumindo a totalidade de combustível a bordo do tanque externo.

Oito minutos após a partida ocorre o corte dos três motores principais. Essa fase é confirmada pelo rádio através da expressão "MECO" ou "MECO Confirmed", que significa "Confirmado o corte dos motores principais". MECO é a sigla em inglês para "Main Engine CutOff", e é seguida pela ejeção do tanque, que cai em direção à Terra e também é resgatado. O tanque é o único componente o ônibus espacial que não é reaproveitado.

Após esta crítica fase, quando a tripulação é submetidoa à descomunal demonstração de força, "MECO Confirmed" é a frase que os astronautas mais gostam de ouvir!


Seqüência
Acompanhe abaixo uma típica sequência de lançamento dos ônibus espaciais e alguma das frases que podem ser ouvidas entre os astronautas e o Capcom, a única pessoa autorizada a falar com os tripulantes.

T-2 minutos
Dois minutos antes do lançamento, a tripulação é orientada a fechar e travar as viseiras dos capacetes.

T-16 segundos
Entra em ação o sistema líquido de supressão de ruídos. Nesse instante a plataforma é literalmente inundada com 900 mil litros de água, com o objetivo de formar um um colchão líquido abaixo dos foguetes e que reduzem o nível do ruído que poderia danificar os instrumentos a bordo do compartimento de carga.

T-10 segundos
Ignitores queimam sobras de hidrogênio abaixo dos três motores principais. É possível ver chamas azuladas abaixo dos bicos queimadores.

LIFTOFF (lançamento)
A nave deixa o solo, ao mesmo tempo que o narrador oficial da Nasa cita uma frase que representa a missão que se inicia. Na missão STS-115 o narrador diz "3, 2, 1, zero e... lançamento do Onibus Espacial Atlantis, abrindo um novo capítulo na construção da Estação Espacial Internacional, para o futuro da colaboração das nações no espaço".

+30 segundos
Os dos foguetes de combustível sólido SRBs aceleram fortemente o ônibus espacial durante 90 segundos, até que atinja o máximo de pressão aerodinâmica permitida. Esse momento é conhecido como MAX-Q. A estrutura está no limite da capacidade.

Vídeo: Lançamento do ônibus espacial

+2 minutos
O ônibus espacial atinge 45 quilômetros de altitude. Sua velocidade é de 4828 km/h e continua acelerandos cada vez mais. Os dois foguetes de combustível sólido se separam da estrutura.

+4 minutos
Quatro minutos após o lançamento, a aceleração e velocidade adquiridas já não permitem que a missão seja abortada. Não é mais possível fazer o ônibus espacial aterrisar em segurança em alguma das pistas de emergência localizadas nos EUA, África e Espanha. Essa condição é confirmada pelo rádio através da expressão "Negative Return", facilmente identificada.

+5 minutos
A nave atinge 160 km de distância da base de lançamento de Cabo Kennedy.

+6 minutos
Restam menos de dois minutos para o término da fase de propulsão por foguetes. Se tudo estiver correto, é possível identificar pelo rádio a frase: "Press to Meco", o que significa que as condições de impulso, rumo e velocidade alcançadas permitem que o ônibus espacial atinja a órbita, mesmo que um dos motores falhe.

+8 minutos
MECO. As comunicações entre o ônibus espacial e o centro de controle da missão confirmam o corte dos motores principais. O tanque é ejetado. O comandante informa que as câmeras dispostas do lado externo da nave vão capturar diversas imagens em alta resolução do tanque externo. Essas imagens servirão para posterior verificação das condições em que foi ejetado. A nave está em órbita.

Assista ao Lançamento ao vivo!


Fotos: No topo, lançamento de ônibus espacial Atlantis, a partir da base Cabo Kennedy, na Flórida. Em seguida, momento da separação dos foguetes de combustível sólido, SRBs. Essa fase ocorre 2 minutos após o lançamento. A foto seguinte mostra a Atlantis ainda em fase de ascensão, com detalhe para para os três motores principais. Por último vemos o gigantesco tanque de hidrogênio, que se desprende após o corte dos motores principais, fase conhecida como MECO (leia-se MICO). Acima, Apolochannel mostra diversos momentos dos SRBs se desprendendo do corpo principal da nave. Créditos: Nasa/Apolo11.com/Apolochannel.






Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2017
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A avareza e a cobiça do poder não são paixões - são medo." - Carl Ehrensvard