Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Sexta-feira, 10 fev 2017 - 10h23

Cometa verde e eclipse da Lua são destaques no céu noturno

O fim de semana promete ser bem interessante para os amantes do céu. Na noite de sexta-feira teremos um eclipse penumbral da Lua e no fim da madrugada um cometa verde poderá ser observado com auxílio de binóculos.

Eclipse Penumbral
Diagrama mostra as fases do eclipse penumbral de 10 de fevereiro de 2017. O ápice do evento ocorrerá às 22h45 BRST


O eclipse poderá ser visto de qualquer parte do Brasil a partir das 20h30 BRST. Será um eclipse do tipo penumbral, quando a Lua passa pelo cone de penumbra da Terra e por isso mesmo será muito pouco perceptível. O ápice do evento ocorrerá às 22h45.


Geometria de um eclipse
Quando qualquer corpo esférico é iluminado por uma fonte pontual de luz, são produzidos dois cones de sombra, chamados de penumbra e umbra. Em condições ideais a região da umbra é totalmente escura, enquanto a penumbra ainda recebe uma parte da luz.

Durante um eclipse lunar acontece o mesmo, com o Sol fazendo o papel da fonte de luz pontual. Assim, a Terra também produz dois cones de sombra que são projetados no espaço.

Em algumas ocasiões, como a de hoje, o movimento de translação da Lua ao redor da Terra a coloca dentro do cone da penumbra. Este tipo de eclipse é muito difícil de ser observado, já que a diminuição de luz dentro deste cone é muito baixa para ser percebida.

Em outras situações, no entanto, a Lua mergulha exatamente dentro do cone da umbra, quando acontece o eclipse total da lua.

Cometa Verde
Quando eclipse terminar é hora de olhar para o quadrante leste e esperar algumas horas, até cerca de 05h00 do sábado.

Neste quadrante, até instantes antes de Sol nascer, poderemos ver o cometa 45P/Honda–Mrkos–Pajdušáková, que estará a 12.44 milhões de km da Terra, uma distância bastante pequena quando se trata de objetos desse tipo.

Carta Celeste 45 P Honda
Carta celeste mostra onde encontrar o cometa 45P/Honda–Mrkos–Pajdušáková na madrugada do dia 10 de fevereiro.

45P/Honda foi visto pela primeira vez por Minoru Honda, em 3 de dezembro de 1948. Completa uma volta em torno do Sol a cada 5.25 anos e sua última aproximação do astro rei foi em 31 de dezembro de 2016, quando passou a cerca de 75 milhões de km da estrela.

Visto através de um binóculo de boa qualidade, o objeto se parece com uma bolinha de algodão de cor esverdeada. Essa cor é devido à presença de carbono diatômico, que ao ser bombardeado por energia ultravioleta emitida pelo Sol se ioniza e emite luz neste comprimento de onda.

No dia 11 de fevereiro, sábado, será o dia da maior aproximação e 45p/Honda chegará a 12.43 milhões de km da Terra.

As melhores estimativas indicam que o brilho do cometa deverá atingir a magnitude 6.0, no limiar de percepção da visão humana. No entanto, isso não significa que basta olhar para o céu e ver o cometa. É preciso saber para onde olhar, além de ter também um pouco de habilidade para distinguir o objeto entre tantas estrelas. Vele muito o aprendizado.

Bons céus!






Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2017
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A guerra nada mais é que a continuação da política por outros meios" - Karl von Clausewitz