Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Sexta-feira, 24 fev 2017 - 09h57

Domingo tem eclipse do Sol. E quase todo mundo poderá ver!

No domingo de Carnaval o céu será palco de um dos mais belos e impressionantes fenômenos naturais: o eclipse solar. Por várias horas a Lua transitará na frente da estrela e em diversos lugares da Terra o disco do Sol se transformará em um verdadeiro anel de fogo!

Eclipse solar anular em Nova York
Anel de fogo registrado ao sul de Newman, na Austrália, em 10 de maio de 2013. Crédito: Jigalong Mission Road.


Eclipse de Domingo
O eclipse deste domingo será do tipo anular, ou seja, Sol não ficará totalmente encoberto pela Lua e durante alguns minutos apenas um anel luminoso poderá ser observado.

Embora seja um eclipse anular (ou anelar), no Brasil esta fase do evento não será vista, pois em nenhum lugar do território a Lua se posicionará perfeitamente na frente do Sol.

Na América do Sul o efeito total só será observável nas regiões mais ao sul da Argentina e Chile, justamente por onde passará a sombra do eclipse.

No Brasil, como dissemos, o fenômeno será apenas parcial, mas não será por isso que será menos interessante.

Eclipse de fevereiro de 2017
Gráfico mostra os horários (Hora de Brasília) e porcentagens de encobrimento do disco solar sobreo território brasileiro.


Ponto Máximo
O eclipse terá início no pacífico Sul e sua sombra cortará o extremo sul do Chile e Argentina até atingir o meio do oceano Atlântico, quando a lua cobrirá 99.2% do disco do Sol. Neste momento um anel extremamente fino e brilhante se formará ao redor da estrela.


Eclipse no Brasil
O eclipse parcial anular deste domingo de carnaval poderá ser visto de quase todo o território brasileiro, com exceção dos estados do AP, RR, AC, AM e algumas porções dos estados do PA, MA, RO E MT.

Quanto mais ao sul, melhor será a observação do fenômeno. No extremo do RS, por exemplo, cerca de 76% do disco solar será encoberto. No RN, o encobrimento será muito menor e apenas 10% da luz da estrela será bloqueada.

Na maior parte dos estados da Região Nordeste o percentual de bloqueio será entre 30% e 35%. Nos estados do sudeste a Lua cobrirá aproximadamente 50% do disco solar, enquanto nos estados da Região Centro-Oeste a mordida lunar ficará entre 30% e 40%.

O eclipse tem início aproximadamente às 09h46 no extremo sul do Brasil e às 10h08 em São Paulo. Em todos os casos, o evento começa de forma lenta e vai se tornando mais intenso na medida em que o tempo passa e a Terra penetra mais fortemente no cone de sombra. A tabela abaixo mostra o início, meio e fim do eclipse para diversas capitais brasileiras.


--------------------------
---- Início - Meio - Fim
--------------------------
PI - 11h50 - 12h27 - 12h44
CE - 11h49 - 12h33 - 13h11
RN - 11h35 - 12h33 - 13h31
PB - 11h27 - 12h32 - 13h35
PE - 11h23 - 12h31 - 13h36
AL - 11h13 - 12h30 - 13h35
SE - 11h07 - 12h26 - 13h29
BA - 10h53 - 12h14 - 13h26
ES - 10h25 - 11h48 - 13h20
BH - 10h20 - 11h46 - 13h06
RJ - 10h16 - 11h42 - 13h09
SP - 10h08 - 11h30 - 13h00
TO - 10h57 - 11h45 - 12h35
DF - 10h28 - 11h43 - 12h50
GO - 10h22 - 11h40 - 12h43
MT - 10h19 - 11h09 - 12h10
MS - 10h00 - 11h04 - 12h26
PR - 09h57 - 11h06 - 11h50
SC - 09h54 - 11h05 - 12h52
RS - 09h48 - 10h59 - 12h42
--------------------------

Eclipse Solar
Um eclipse do Sol ocorre sempre que a Lua se posiciona entre a Terra e o Sol. Se durante um eclipse a lua encobrisse completamente o disco do Sol, seria chamado de eclipse total. Caso contrário, eclipse parcial.

Eclipse anular
No eclipse anular o diâmetro da Lua é ligeiramente menor que o do Sol e isso faz com que toda a borda da estrela permaneça visível e iluminada, o que torna sua aparência similar a de um anel de fogo.

Isso acontece porque o movimento da Lua ao redor da Terra não é um circulo perfeito, mas uma elipse e embora seu tamanho angular seja na média igual ao do Sol, em alguns momentos sua localização dentro da elipse a afasta ou a aproxima mais da Terra, o que reflete diretamente em seu tamanho no céu e consequentemente na porção coberta do Sol.

No momento, a Lua está perto do ponto de maior afastamento e por isso não cobrirá totalmente o disco solar. Se estivesse no ponto mais próximo, teríamos o chamado eclipse total e o céu se transformaria em noite por alguns minutos.


ATENÇÃO
NUNCA OLHE DIRETAMENTE PARA O SOL. VOCÊ FICARÁ CEGO

O uso de chapas de Raios-x, filmes de máquinas fotográficas, CDs, DVs, disquetes é completamente proibido neste tipo de atividade.

Para observar com segurança um eclipse do Sol, é necessário a utilização de um filtro de alta densidade. Um dos filtros mais recomendados é a lente para máscara de soldador de tonalidade 14. Além do baixo custo, é muito fácil de se adquirir em lojas de ferragens.

A observação deve ser feita por curtos períodos, para permitir um "descanso", aos olhos e evitando prejuízos à visão. Observe por uns 10 a 15 segundos, relaxe por uns 20 segundos e retome a observação.

Além do cuidado com os olhos, use protetor solar e boné, pois o evento deve durar pelo menos duas horas.






Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2017
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A guerra nada mais é que a continuação da política por outros meios" - Karl von Clausewitz