Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     



Editoria: Astronomia
Domingo, 2 dez 2007 - 07h25

Está chegando a hora. Marte está se aproximando da Terra!

Marte é o quarto planeta do sistema solar e de todo o séquito que orbita ao redor do Sol, sem dúvida é o mais misterioso e interessante. Até alguns meses atrás não passava de um pequeno ponto no céu, mas agora isso mudou. O planeta vermelho está ficando grande e cada dia mais perto da Terra.

Atualmente, Marte se encontra a 92.4 milhões de quilômetros de nós (há 1 mês estaca a 110 milhões), mas a distância vem diminuindo dia a dia e no próximo dia 18 de dezembro deverá chegar a apenas 88 milhões de quilômetros, em um momento astronômico conhecido como oposição. Em termos astronômicos equivale dizer que Marte estará ali na esquina e quando isso ocorrer seu diâmetro aparente será de 15 segundos de arco, três vezes maior do que aparenta atualmente.

Marte já é facilmente visível e pode ser observado a olho nu durante toda a madrugada. Ainda aparenta ser um ponto vermelho, mas um simples binóculo ou luneta já permitem distingui-lo como um disco avermelhado, de magnitude negativa de 1.3. No começo de novembro ainda era positiva, de 0.67.

No dia 18 de dezembro, quando se aproximar ao máximo de nosso planeta, a magnitude de Marte será de -1.64, classificando o planeta como um dos objetos mais brilhantes do céu.


Vendo Marte
Para ver Marte nos próximos dias, permaneça de sentinela e durante a madrugada olhe na direção Norte, a 40 graus de elevação. Marte estará lá, brilhando forte dentro da constelação de Gêmeos. Um telescópio de boa qualidade apontando para ele poderá revelar alguns detalhes interessantes, entre eles sua calota polar no hemisfério Sul, constituída de gelo seco (CO2 congelado) e que reflete mais luz do que outras regiões.

Se você for um observador mais atento perceberá que a cada noite o planeta ficará mais brilhante, até culminar em sua máxima aproximação em 18 de dezembro. Neste momento poderá ser visto por toda a noite, brilhando muito forte e revelando muito mais detalhes.


O planeta
Marte é um pouco maior que a metade da terra e para dar uma volta ao redor do Sol leva 687 dias, um pouco menos que dois anos terrestres. Para completar essa volta, o planeta vermelho percorre 9.55 UA (unidades Astronômicas), o equivalente a 1.43 bilhões de quilômetros.

Marte tem um dia com tamanho parecida com o da Terra, e completa uma revolução ao redor do próprio eixo em 24 horas e 37 minutos. Sua temperatura varia entre -140 e 20 graus Celsius. A atmosfera marciana é composta de 95% de CO2.

Artes: No topo, foto do planeta Marte feita pela sonda norte-americana Viking 1, em 22 de fevereiro de 1980, de uma altura de 2.500 quilômetros. Na seqüência vemos duas cartas celestes que mostram o planeta nos próximos dias e no dia 18 de dezembro, durante a máxima aproximação. Acima, cena do pôr-do-Sol em Marte, como captada pela sonda norte-americana Spirit, a partir da cratera Gusev, no dia 19 de maio de 2005. Crédito NASA.


Direitos Reservados
É vedada a utilização deste texto

Leia nosso Termo de Uso e saiba como publicar este material em seu site ou blog

URL curta dessa página: http://tinyurl.com/246su2j




Pesquise no Apolo11
Utilize a caixa de pesquisa personalizada
Custom Search







IMAGENS DE SATÉLITES !    Clique e conheça nosso Vídeo Workshop de sensoriamento remoto e imagens meteorológicas.
Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2014
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento

"A ânsia de salvar a humanidade é quase sempre um disfarce para a ânsia de governá-la" - H.L.Menchen