Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Quinta-feira, 4 mai 2017 - 09h48

Olho no céu: rastro do cometa Halley pode ser visto na madrugada

Um interessante fenômeno astronômico está em curso e pode ser visto por todos que estiverem acordados até antes de o Sol nascer. Trata-se da chuva de meteoros Eta Aquarídeos, formada pelo rastro que o cometa Halley deixou ao passar perto da Terra em 1986.

Carta Celeste da chuva de meteoros Eta Aquarideos
Carta Celeste da chuva de meteoros Eta Aquarídeos de 2017

Apesar de o cometa Halley estar bem longe, além da órbita de Netuno, quando passou em 1986 deixou uma grande esteira de poeira gelada que até hoje pode ser vista duas vezes ao ano, quando a Terra cruza a orbita dos fragmentos, cuja entrada na atmosfera produz uma grande chuva de meteoros.

Quando a Terra cruza os fragmentos em outubro a chuva de meteoros recebe o nome de Oriônidas e quando acontece em maio, Eta Aquarídeos.

A chuva Eta Aquarídeos ocorre entre os dias 19 e 28 de maio, com a máxima atividade observada entre os dias 5 e 6 de maio, justamente sexta-feira e sábado, mas pode ser vista alguns dias antes e depois de seu pico, com menos intensidade.


Origem do nome
Eta Aquarídeos é o nome de uma estrela de magnitude 4 da constelação de Aquárius, no entanto a estrela nada tema ver com a chuva de meteoros, exceto pelo fato de que o fenômeno parece surgir nas proximidades da estrela. Eta Aquarius se localiza a 156 anos-luz da Terra e seu brilho é 44 vezes mais intenso que o Sol.

A chuva Eta Aquarídeos é um fenômeno melhor observado pelos habitantes do hemisfério sul, mas moradores acima do equador também podem apreciar. No hemisfério norte a razão é de 5 a 10 meteoros por hora enquanto em nosso hemisfério podemos esperar entre 20 a 60 meteoros por hora, mas não espere tudo isso.

Carta celeste mostra a posicao do cometa Halley em maio de 2017
Carta celeste mostra a posição do cometa Halley em maio de 2017

Para ver a chuva Eta Aquarideos, olhe para o leste entre 3 e 5 horas da manhã e localize a constelação de Aquarius, conforme mostra a carta celeste. Os melhores lugares são sempre os mais escuros, com poluição luminosa baixa. Um binóculo de grande campo pode ser ajudar a localizar outros objetos no céu.

O uso de uma cadeira reclinável é uma excelente opção para ver a chuva. Como as noites estão mais frias, Leve um cobertor e um pouco de chocolate quente. Relaxe e olhe em direção ao leste. Os meteoros devem aparecer em qualquer parte do céu, mas seu rastro sempre parece apontar para a estrela Eta aquarídeo.

Bons Céus!






Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2017
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A guerra nada mais é que a continuação da política por outros meios" - Karl von Clausewitz