Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Segunda-feira, 13 fev 2017 - 10h50

Sonda Juno registra impressionantes formas na atmosfera de Júpiter

A sonda planetária Juno registrou uma das mais impressionantes imagens da superfície do planeta Júpiter, quando se aproximou a apenas 4 mil km do topo da atmosfera do maior planeta do Sistema Solar.

Atmosfera de Jupiter

O sobrevoo aconteceu no último dia 2 de fevereiro, quando sonda robótica atingiu o chamado perijove ou perijupiter, momento da máxima aproximação com o gigante gasoso.

O verdadeiro rasante revelou uma série de detalhes maravilhosos, uma espécie de tapeçaria formada por gigantescos vórtices gasosos, muitos deles responsáveis por tempestades com ventos de mais de 500 km/h.

A cena retratada mostra o hemisfério sul de Júpiter, com o Sol posicionado no canto superior direito. Devido a essa geometria, grande parte do corpo planetário aparece iluminado pela estrela, enquanto as trevas dominam a porção inferior da imagem.

No canto direito vemos uma das mais interessantes feições jupterianas, uma tempestade anticiclônica chamada Oval BA, conhecida popularmente por "Red Junior".

Essa tormenta apareceu pela primeira vez no ano 2000, após três pontos tempestuosos colidirem e se mesclarem. De acordo com os pesquisadores, um evento similar aconteceu há cerca de 300 anos e deu origem à chamada Grande mancha Vermelha, ou GMV, possivelmente a maior tempestade do Sistema Solar, com ventos de mais de 600 km/h e que já dura incríveis três séculos.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2017
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Há pessoas que não levam em conta a realidade, mas em compensação a realidade também não as leva em conta" - Karl Marx