Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Espaço - Tecnologias
Segunda-feira, 14 ago 2017 - 10h00

Startup alemã pretende instalar torre de celular na Lua

Oficialmente, o objetivo da empresa de tecnologia é explorar a Lua e enviar os dados através de sistema de telefonia celular. Se der certo, estará aberto o caminho para exploração comercial do nosso satélite.

Concepção artística mostra o modulo Alina e um dos rovers da Audi em operação no regolito lunar.
Concepção artística mostra o modulo Alina e um dos rovers da Audi em operação no regolito lunar.

A empresa que tentará a façanha é a startup PTScientists, uma das companhias que se inscreveram para a competição Google Lunar X Prize e tem como objetivo levar dois rovers até a Lua através do módulo ALINA (Autonome Landing and Navigation).

Os rovers que deverão se locomover pelo regolito lunar foram desenvolvidos em parceria com a gigante Audi e serão alimentados por baterias recarregáveis e painéis solares. Além de instrumentos de coleta de dados, os rovers também serão equipados com câmeras de alta definição.

De acordo com a PTScientists, um dos maiores desafios é transmitir os dados telemétricos até a Terra, uma vez que é preciso gastar muita energia das baterias, que serão praticamente consumidas com o deslocamento dos jipes.

Torre de Celular
Para resolver esta questão, os alemães optaram por transmitir os dados através de uma tecnologia bastante amadurecida chamada LTE, que é a mesma usada no sistema de comunicação sem fio empregado aqui na Terra para conversar em nossos telefones celulares.

Apresentação da missão PTScientists em Berlin, Alemanha. Na foto, diretores da Audi e da PTScientistas mostram o módulo e rover que serão levados à Lua.
Apresentação da missão PTScientists em Berlin, Alemanha. Na foto, diretores da Audi e da PTScientistas mostram o módulo e rover que serão levados à Lua.

A grande vantagem da LTE em relação às transmissões de rádio tradicionais é que esta requer muito menos energia, o que significa que os rovers usarão muito menos carga de bateria para as comunicações.

"Vamos coletar muitos dados científicos sobre a Lua e a conectividade de dados de alta velocidade que a LTE nos dará permitirá que os rovers se comuniquem com segurança com o módulo de pouso ALINA, que enviará os valiosos dados de volta à Terra", disse o engenheiro da equipe Karsten Becker.

De acordo com o projeto original, a torre terá 2 metros e altura e será erguida através de um sistema pneumático montado no topo do módulo Alina. Os rovers da Audi se comunicarão com a estação radio base através de pequenas antes, exatamente igual aos celulares atuais.






Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2017
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A guerra nada mais é que a continuação da política por outros meios" - Karl von Clausewitz