Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Sexta-feira, 7 set 2012 - 10h02

Telescópio espacial registra eclipse do Sol criado pela Terra.

Duas vezes a cada ano a Terra se posiciona entre o Sol e o satélite SDO, da Nasa, provocando verdadeiros eclipses solares do ponto de vista do satélite. Essa temporada de passagens ocorre perto dos períodos do equinócio e a mais recente começou quinta-feira, com a Terra bloqueando parcialmente a luz da estrela.

O satélite SDO - Observatório da Dinâmica Solar - se localiza em uma órbita geoestacionária inclinada, a 36 mil km de altitude. Dali, o telescópio pode observador o Sol quase ininterruptamente, com exceção de alguns períodos do ano em que a Terra ou a Lua obstruem seu campo de visão.

O eclipse dessa quinta-feira foi do tipo parcial e ocorreu às 04h00 BRT. Durante o evento a Terra cobriu parcialmente o Sol por alguns minutos, interrompendo a captura contínua das imagens. A temporada de eclipses solares desse tipo dura 20 dias e a atual deverá terminar em 26 de setembro. Durante essa fase novos eclipses poderão ser vistos nas imagens enviadas pelo SDO.


Trânsito Lunar
Além dos eclipses causados pela passagem da Terra na frente do telescópio, o SDO também testemunha a passagem da Lua na frente das lentes e isso acontece em média 3 vezes ao ano.

Um dos mais recentes trânsitos desse tipo ocorreu em 21 de fevereiro de 2012, quando as 11h14 pelo horário de Brasília a Lua penetrou no campo de visão do telescópio, bloqueando parte do disco solar. O trânsito lunar durou 1 hora e 42 minutos e durante esse tempo produziu importantes dados para calibragem dos instrumentos a bordo do observatório.



Foto: No topo, disco solar parcialmente obstruído pela passagem da Terra na frente do satélite SDO, da Nasa. Na sequência, vídeo mostra o evento completo. Acima, outro vídeo mostra a passagem da Lua na frente do SDO, causando um trânsito lunar em 21 de fevereiro de 2012. Créditos: Nasa/SDO, Apolo11.com.






Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2017
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Amargas são as lágrimas derramadas, mas ainda mais amargas são as que não se derramam" - Provérbio irlandês