Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Espaço - Tecnologias
Terça-feira, 7 nov 2017 - 09h34

Top Secret: China planeja lançar primeiro avião espacial da história

Se lembra dos ônibus espaciais americanos? Então, prepare-se. A China está desenvolvendo algo muito mais moderno e ambicioso, uma aeronave capaz de decolar, entrar em orbita e pousar em qualquer pista. Sem auxílio de foguetes.

Aviao espacial Chines

De acordo com a agência chinesa de noticias, Xinhua, o projeto está sendo desenvolvido em parceria entre o governo e a empresa China Aerospace Science and Technology Corporation, CAST, e depois de pronto poderá transportar pessoas e cargas até o espaço antes de retornar à Terra.

Na entrevista concedida à Xinhua, o pesquisador da CAST, Chen Hongbo, disse que além da capacidade de entrar em orbita o veículo também poderá voar normalmente como se fosse um avião. Para o cientista, a manutenção será muito simples, o que permitirá um aumento na frequência dos lançamentos.

Segundo o comunicado da Xinhua, os esforços para a construção estão a todo o vapor e o primeiro lançamento deverá ocorrer já no ano de 2020.


Tecnologia Secreta
Embora tenha anunciado o desenvolvimento e construção do avião orbital, a maior parte dos detalhes do projeto não foi revelada, principalmente o modo pelo qual o artefato entrará em orbita. O que se sabe de concreto é que a tecnologia é um passo à frente no modo tradicional de propulsão empregado nas últimas décadas nos Space Shuttle americanos, no soviético Buran ou no avião militar estadunidense X-37B.

Diferentemente desses modelos, que usam grandes foguetes para atingirem a orbita desejada, especula-se que o avião orbital chinês poderá decolar e pousar na horizontal de modo tradicional ao empregado nas aeronaves e somente usará os foguetes propulsores para inserção orbital quando estiverem a cerca de 30 mil metros de altitude, o que representa uma gigantesca economia de combustível.

Difícil de Fazer
Diversas empresas privadas dos EUA tentaram desenvolver aviões espaciais que decolam e aterrissem em uma pista comum, entre elas a Virgin Galactic, com seu SpaceShipTwo e XCOR, com o Lynx (cujo projeto está parado devido à falta de verbas). No entanto, esses projetos se concentraram em voos suborbitais. Para entrar em orbita, como propõe a China, é preciso muito mais energia para propulsão e é aí que estão os segredos não revelados.






Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2017
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A avareza e a cobiça do poder não são paixões - são medo." - Carl Ehrensvard