Editoria: Fenômenos Naturais - Terremotos
Quarta-feira, 30 set 2009 - 08h53

Novo terremoto sacode ilha de Sumatra, na Indonésia


Menos de 24 horas depois do abalo de 8.0 graus de magnitude que sacudiu a região das ilhas Samoa, no Pacífico, um novo tremor de grande intensidade voltou a ser registrado em zona sismicamente ativa. Dessa vez o evento ocorreu próximo à costa oeste, no sul da ilha de Sumatra, na Indonésia e disparou alertas de tsunamis para toda a região do sudeste da Ásia.


Clique e monitore a Terra em tempo real


O tremor foi calculado em 7.6 graus de magnitude e ocorreu às 07h16 desta quarta-feira, a 80 km abaixo do leito submarino do oceano Índico, sob as coordenadas 0.789°S, 99.961°E, a 45 km a oeste-noroeste de Padang, na Indonésia e 475 km a sul-sudoeste de Kuala Lumpur, na Malásia.

Imediatamente após ser detectado, a agência meteorológica do Japão emitiu alerta para diversas localidades que podiam receber o impacto das ondas gigantess, entre eles toda a costa das ilhas Andaman e Nicobar, na Índia, costa do Sri Lanka, costa de Sumatra, Java e estreito de Sunda, na Indonésia e ilha de Cocos, na Austrália. Uma hora depois os alertas foram suspensos.


Samoa e aftershocks
Na tarde de terça-feira um abalo de 8.0 graus de magnitude ocorrido a 18 km de profundidade sacudiu todo o arquipélago das ilhas Samoa, no Pacífico oriental e provocou a formação de ondas gigantes que atingiram diversas ilhas, entre elas Samoa Americana, onde mais de 100 pessoas morreram.



Vinte horas após o evento, sismógrafos da rede Neic de monitoramento sísmico registraram pelo menos 40 abalos de média e alta intensidade na mesma região, um deles de 5.8 graus localizado nas ilhas Tonga e outro de 5.9 também nas ilhas Samoa.


Tectônica de placas
A grande atividade sísmica da região é causada pela convergência entre as placas tectônicas. Ali, a placa do Pacífico afunda abaixo da placa australiana em um processo chamado subducção, com a placa do Pacífico se movendo em direção oeste em direção ao interior da placa australiana a uma velocidade de 86 milímetros por ano.



O terremoto ocorreu próximo ao extremo norte de um longo segmento de mais de 3 mil quilômetros que compõe a interface entre as duas placas, que se deslocam juntas em sentido norte-nordeste. O evento aconteceu quando a tensão acumulada entre as placas atingiu o ponto de ruptura, fazendo a placa do Pacífico afundar bruscamente sob a placa australiana, liberando uma energia equivalente a 900 megatoneladas de TNT.

Monitore os terremotos em tempo real


Arte: Gráfico gerado pelo aplicativo Painel Global mostra a localização dos terremotos, como registrado na manhã de 30 de setembro de 2009. Na sequência, mapa mostra a localização do abalo de Samoa, na interface entre as placas do Pacífico e Austrália. Acima, diagrama exemplifica a subducção da placa do Pacífico, afundando abaixo da placa australiana. Crédito: PainelGlobal/Apolo11.com.






 
IMAGENS DE SATÉLITES !    Clique e conheça nosso Vídeo Workshop de sensoriamento remoto e imagens meteorológicas.
Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2014
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento

"Qualquer coisa é importante, desde que a julguemos importante" - William Tames