Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Invenções e Descobertas
Terça-feira, 31 jan 2006 - 08h29

Adolescentes descobrem em Jerusalém túmulo de dois mil anos

Três adolescentes israelenses descobriram por acaso um túmulo que continha ossos de mais de dois mil anos nas imediações de Jerusalém.

O túmulo fica numa região de colinas conhecida como Beit Shemesh, cerca de 15 quilômetros a oeste da cidade santa, e, segundo a Autoridade de Antigüidades de Israel (AAI), pertence ao período do Segundo Templo de Jerusalém.

O arqueólogo e inspetor da AAI, Harly Stark, declarou à EFE que o túmulo tem dois mil anos de idade e foi localizado nos "pés das colinas de Judéia" pelos três adolescentes, de entre 11 e 13 anos.

O Segundo Templo de Jerusalém, erroneamente chamado de Herodes, foi incendiado no ano 70 d.C. pelas tropas do general romano Tito.

Seu único vestígio até o momento era o Muro das Lamentações, santuário do judaísmo.

Stark diz que o túmulo pode fazer parte de um cemitério e pertencer a uma família judia de seis membros.

"O descobrimento desta cova é realmente interessante porque ignorávamos que na região houvesse presença de judeus", esclarece o arqueólogo.

A AAI lacrou o lugar com medo de seja saqueado por ladrões de relíquias.

Por sua vez, Or Perel, de 13 anos e um dos jovens que descobriu o túmulo, contou à EFE que estava com amigos realizando uma atividade extra-curricular quando se deparou com o túmulo.

O jovem foi condecorado hoje junto com seus colegas pela descoberta, que lançará uma luz sobre os costumes dos judeus no começo de seu milenário desterro após a destruição do Segundo Templo de Jerusalém.

Fonte: Agência EFE

  • Últimos Destaques
  • Invenções e Descobertas






  • Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
    Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

    "O acaso não existe; o que chamamos de acaso é o efeito de uma causa que não conhecemos" - Voltaire