Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Fenômenos Naturais - Icebergs
Terça-feira, 19 abr 2005 - 19h03

Iceberg B15-A se choca com geleira e muda mapa da Antártida

O iceberg B-15A, de 115 quilômetros, quebrou uma ponta de 5 quilômetros da "língua de gelo" Drygalski, segundo as imagens enviadas pela Envisat, plataforma de observação da Agência Espacial Européia.

Drygalski é grande o bastante para aparecer como permanente nos mapas da Antártica.

O iceberg parece não ter sofrido alterações com o choque, que já vinha sendo esperado pelos cientistas.

A Agência diz que mais da metade do iceberg ainda vai passar por Drygalski e, por isso, é possível que a língua de gelo ainda sofra novos danos.

Observação
A Agência vinha acompanhando o movimento do iceberg e, desde janeiro, estava claro que ele estava em rota de colisão com Drygalski, que tem 70 quilômetros de comprimento e avança sobre o mar de Ross.

O iceberg tem uma área de mais de 2,5 mil quilômetros quadrados, área semelhante à de Luxemburgo.

O B-15A é a maior área remanescente de um iceberg ainda maior, o B-15, que se desprendeu da geleira de Ross em março de 2000.

O B-15A tinha uma área de 11,6 mil quilômetros quadrados – equivalente à da Jamaica –, mas se quebrou em pedaços menores.

Desde então, o B-15A, a maior parte do iceberg original, se moveu em direção à área de McMurdo Sound, onde bloqueou as correntes marinhas e levou a um aumento de gelo no mar.

Agora, o verão da Antártica está terminando e as observações diretas ficam limitadas.

Por isso, as imagens estão sendo transmitidas pelo radar da plataforma, que consegue atravessar as pesadas nuvens das tempestades polares.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Um tolo com instrução é um tolo maior que um com falta dela." - Benjamim Franklin