Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Clima e Meteorologia
Quarta-feira, 25 nov 2009 - 08h56

Satélite mostra novo ressurgimento do fenômeno El Niño

Medidas recentes do nível médio do mar feitas pelo satélite Jason-2, da Nasa, mostram que uma grande onda de água aquecida, conhecida como onda Kelvin, se espalhou desde o Pacífico ocidental até as porções centrais e orientais do oceano, indicando um novo fortalecimento do fenômeno El Niño. A onda quente aparece como uma grande protuberância maior que o nível médio normal, se propagando desde 170 graus leste a 100 graus oeste de longitude.


Clique para ampliar

A anomalia pode ser vista nesta imagem, criada com dados coletados pela missão de topografia marinha OSTM/Jason-2 durante os primeiros dias de novembro de 2009. Na cena, as áreas brancas e vermelhas indicam uma elevação entre 100 e 180 milímetros acima do nível médio na região do Pacífico central, enquanto no oeste do Pacífico equatorial a anomalia se inverte, com os tons roxos e azuis revelando áreas com depressões entre 80 e 150 milímetros.

Altura da superfície do mar é uma indicação clara da elevação da temperatura, uma vez que a água expande-se ligeiramente à medida em que se aquece e contrai-se quando resfria. Segundo os dados coletados, a elevação na altura do nível do mar no Pacífico central e oriental indica uma anomalia térmica entre1 e 2 graus Celsius na temperatura do oceano.

A onda Kelvin foi desencadeada por um enfraquecimento em larga escala dos ventos alísios no Pacifico ocidental e equatorial central durante o mês de outubro. Essa mudança perturba não só as correntes de superfície, mas também a circulação do oceano profundo com influência direta sobre a termoclina, a fronteira entre as águas mais quentes da superfície do mar e as águas frias em níveis mais profundas. Um evento similar e mais fraco que teve início em junho de 2009 disparou e sustentou o fenômeno El Niño, ativo até agora.

Apesar de El Niño significar períodos de seca em algumas partes do mundo, em outros lugares pode trazer alívio. No oeste americano, por exemplo, fortemente castigado pela seca que atinge a região, a notícia de um ressurgimento do El Niño pode ser uma agradável surpresa, aumentando as possibilidades de chuva e queda de neve.


Arte: Gráfico construído com dados do satélite Jason-2 da missão OSTM mostram uma grande área do oceano Pacífico com elevação de até 180 milímetros acima do nível médio, revelando um reaquecimento das águas do oceano provocado pelo fenômeno El Niño. Crédito: NASA/Jet Propulsion Laboratory Ocean Surface Topography Team.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"As leis não são feitas para o homem bom" - Sócrates