Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Quinta-feira, 26 dez 2013 - 09h59

Asteroide recém-descoberto raspou a Terra na segunda-feira

Um asteroide de poucos metros de diâmetro passou perigosamente pela Terra na manhã do dia 23 de dezembro, apenas algumas horas após sua descoberta e sem que houvesse qualquer tipo de aviso de aproximação. Embora pequeno, o impacto poderia causar grandes prejuízos.

Asteroide 2013 YB
Clique para ampliar

Batizado de 2013 YB, a rocha passou pelas vizinhanças da Terra às 10h00 da manhã a apenas 26 mil quilômetros de altitude, 10 mil km mais baixo que a linha onde ficam os satélites geoestacionários.

A aproximação ocorreu a menos de sete horas após ter sido detectado pelo telescópio robótico de 630 milímetros de diâmetro do Centro Catalina de Pesquisas do Céu, ligado à Universidade do Arizona.

Apesar de ter sido detectado no dia 23, a confirmação da descoberta só ocorreu na noite do dia 24, quando objeto já havia se afastado. Essa defasagem acontece devido ao método empregado pelo centro de vigilância, em que a análise das imagens é feita através computadores que comparam os diversos frames na busca de algum objeto móvel.

2013 YB tem aproximadamente 2.2 metros de diâmetro e massa estimada em 13 toneladas e passou pela Terra a uma velocidade relativa de 10.52 km/s. Devido às pequenas dimensões, se atingisse nosso planeta o asteroide seria consumido na atmosfera como uma bola de fogo, liberando energia equivalente a 1000 toneladas de TNT.


Artes: No topo, tabela de objetos próximos alerta para passagem do asteroide 2013 YB, em 23 de dezembro de 2013. Acima, vídeo mostra o momento da aproximação máxima entre a Terra e 2013 YB, quando a rocha chegou a apenas 26 mil quilômetros de distância. Créditos: JPL/NASA, Apolo11.com.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Roubar não é só meter a mão na carteira das pessoas. Roubar é gastar errado com mordomias, com obras faraônicas, privilegiando quem já tem." - Ciro Gomes