Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Segunda-feira, 13 jan 2014 - 10h51

Sonda europeia deve pousar sobre cometa 67P/CG neste ano

No próximo dia 20 de janeiro a sonda espacial Rosetta deverá sair do estado de hibernação e iniciar a fase final de aproximação do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko. A sonda deverá orbitar e lançar sobre o cometa um pequeno robô de 100 quilos que pousará na superfície gelada.


Clique para ampliar

Lançada em março de 2004 a partir da base de Kourou, na Guiana Francesa, a sonda Rosetta está programada para atingir seu objetivo em agosto de 2014, quando passará a orbitar o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko a uma altitude mínima de apenas 25 km.

Após estudar o cometa e encontrar um local adequado, a nave europeia lançará em direção a 67P/CG o robô Philae, de 100 quilos, que estudará o cometa a partir de sua superfície. O pouso do robô está programado para novembro de 2014 e segundo os responsáveis pelo projeto, essa é a mais complexa exploração de um cometa jamais vista.

Desde que foi lançada, Rosetta já orbitou o Sol por cinco vezes. Em setembro de 2008 a nave sobrevoou o asteroide 2867 Steins e em julho de 2010 atingiu as proximidades do asteroide 21 Lutetia.

Para atingir seu objetivo a sonda recebeu algumas "estilingadas gravitacionais" da Terra e de Marte, que a ajudaram a ganhar velocidade. A primeira vez foi em 4 de março de 2005, quando nosso planeta estilingou a sonda em direção a Marte, que a mandou de volta em 25 de fevereiro de 2007.

Em novembro de 2009 a sonda passou novamente pela Terra e ganhou ainda mais impulso e um novo rumo, arremessando a nave em direção ao asteroide 21 Lutetia.


Sonda Rosetta
Clique para ampliar

Após o estudo de Lutetia e Steins, situados na região conhecida como "cinturão de asteroides", localizado entre as órbitas de Marte e Júpiter, a sonda entrou em modo de hibernação, mantendo ativado apenas parte do computador de bordo, que deverá ser novamente acionado em 20 de janeiro.


O Cometa
O cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko tem um núcleo de 4 quilômetros de largura e orbita o Sol a cada 6.6 anos. Em seu afélio, ponto de maior afastamento do Sol, sua distância chega a atingir 857 milhões de quilômetros, enquanto seu periélio, menor distância da estrela, é de 186 milhões de quilômetros, um pouco mais que a distância da Terra ao Sol.

O cometa foi descoberto em 1969 por Konstantin Churyumov, da Universidade de Kiev, na Ucrânia e seu colega S. Gerasimenko, do Instituto de Astrofísica do Tadjiquistão.

Uma vez liberada a sonda, a nave Rosetta passará dois anos orbitando o cometa, que retorna em direção ao Sol. Ao mesmo tempo a nave que recebe os dados enviados de sua superfície.

A missão termina em dezembro de 2015, após a nave passar novamente próximo à Terra e ter completado 4 mil dias no espaço.



Artes: No topo, imagem da Terra Crescente registrada pela sonda Rosetta em novembro de 2009, durante passagem nas cercanias da Terra. Na sequencia, concepção artística mostra a sonda em órbita do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko. Acima, vídeo mostra as manobras que ocorrerão antes da nave entrar na orbita do cometa. Créditos: ESA, Apolo11.com.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A avareza e a cobiça do poder não são paixões - são medo." - Carl Ehrensvard