Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Segunda-feira, 20 out 2014 - 10h55

Veja as fotos da aproximação entre Marte e o cometa Siding Spring

O cometa C/2013 A1 praticamente raspou o topo da atmosfera do planeta Marte em um dos mais espetaculares rasantes astronômicos já observados dentro do Sistema Solar. O cometa passou pelo planeta 201 mil km/h e foi clicado por vários observatórios, inclusive pelo jipe-robô Curiosity.

Cometa
Cometa C/2013 A1 Siding Spring registrado do Southpansberg Observatory, África do Sul, 40 minutos antes do rasante. - Clique para ampliar


Siding Spring cruzou as cercanias de Marte às 16h28 BRST (Hora de Verão de Brasília) de domingo, 19 de outubro de 2014, a exatos 133738 km de altitude. Seu brilho, visto por um hipotético observador marciano era equivalente ao de uma estrela de magnitude -6, ou 6 vezes mais intenso que o planeta Vênus visto da Terra.

O cometa tem sua origem provável na região conhecida como Nuvem de Oort, situada a quase 1 ano-luz de distância e levou aproximadamente 1 milhão de anos até chegar a Marte. É um cometa não periódico e sua órbita altamente elíptica aponta para um objeto que talvez nunca mais retorne ao Sistema Solar.

Durante sua aproximação, diversos observatórios na Terra e no espaço fizeram registros científicos do evento, entre eles as sondas MRO, MAVEN e Mars Express, além dos jipes-robôs em operação na superfície marciana, como Curiosity e Opportunity. Em 25 de outubro Siding Spring fará sua única aproximação máxima do Sol.

Veja abaixo alguma imagens registradas durante o encontro.

Cometa C/2013 A1 Siding Spring visto da superfície de Marte pelo Jipe-Robô Opportunity
Cometa C/2013 A1 Siding Spring visto da superfície de Marte pelo Jipe-Robô Opportunity - Clique para ampliar


Siding Spring registrado pelo astrofotógrafo Damian Peach, algumas horas antes da aproximação. Percebam a diferença gritante de brilho entre os dois objetos.
Siding Spring registrado pelo astrofotógrafo Damian Peach, algumas horas antes da aproximação. Percebam a diferença gritante de brilho entre os dois objetos. - Clique para ampliar


Imagem registrada a partir da Espanha pelo Optical Ground Station, da Agência Espacial Europeia, duas horas após a aproximação máxima.
Imagem registrada a partir da Espanha pelo Optical Ground Station, da Agência Espacial Europeia, duas horas após a aproximação máxima. - Clique para ampliar


Cometa Siding Spring registrado durante a aproximação máxima a partir do observatório SONEAR, instalado na cidade de Oliveiras, MG.
Cometa Siding Spring registrado durante a aproximação máxima a partir do observatório SONEAR, instalado na cidade de Oliveiras, MG. - Clique para ampliar







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta, que não há ninguém que explique e ningém que não entenda." - Cecília Meireles