Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Curiosidades e Conhecimento
Terça-feira, 27 fev 2007 - 09h15

Satélite mostra rua de nuvens sobre os Grandes Lagos

Em órbita sobre a América do Norte, o satélite de sensoriamento remoto Terra captou esta interessante cena, produzida por uma série de fatores naturais. Na imagem, feita a mais de 700 km de altitude, as nuvens sobre o Lago Superior e o Lago Michingan parecem terem sido pintadas à pinceladas largas, dadas por algum artista mais inspirado.

O fenômeno é conhecido por cloud streets, ou ruas de nuvens, e ocorre quando o ar frio e seco que sopra alto sobre os lagos, se mistura ao vapor produzido pela evaporação da água do lago, mais quente. O vapor úmido se congela, formando cristais de gelo na forma de nuvens. Sob a ação dos ventos, essas nuvens adquirem o padrão de pinceladas, vistos na imagem.


Grandes Lagos
Formado por cinco lagos localizados entre os Estados Unidos e Canadá, os Grandes Lagos forma o maior conjunto de lagos de água doce do planeta e junto com a bacia do rio São Lourenço formam o maior reservatório de água doce do mundo.

A região das duas bacias é densamente habitada e concentra o centro econômico e mais de 40% da população canadense. Grandes cidades cresceram nas margens dos Grande Lagos, entre elas Toronto, Chicago, Cleveland, Milwaukee, Rochester e Buffalo. Nas margens do rio São Lourenço o destaque são para Montreal e Quebec.

Na imagem de satélite, captada no dia 7 de fevereiro, vemos o Lago Superior, o maior da bacia, na parte de cima da foto, o Lago Michigan ao centro e Lago Huron, à direita. Lago Eire e Lago Ontário não são visíveis na cena.

Foto: Para ampliar a foto de satélite, clique sobre ela.

Satmap: Veja de perto os Grandes Lagos. Navegue por eles. Descubra as cidades às suas margens. Clique aqui !







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O acaso não existe; o que chamamos de acaso é o efeito de uma causa que não conhecemos" - Voltaire