Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Curiosidades e Conhecimento
Segunda-feira, 15 dez 2008 - 09h54

Acerte seu relógio: 2008 será o ano mais longo desde 1992

O fim do ano está chegando e você está louco para ver a contagem regressiva, brindar com amigos e soltar os fogos de artifício. Afinal, que não gosta das tradicionais festas que marcam o início do Ano Novo? Se você está ansioso por esse momento, vai aí um aviso: este ano vamos ter que esperar um pouquinho mais para entrar em 2009 com o pé direito!

Relógio Atômico NIST-1

O motivo dessa espera é que as autoridades internacionais precisarão introduzir 1 segundo a mais no ano de 2008. Esse "segundo extra" será incorporado ao último minuto das 21h00 do dia 31 de dezembro. Assim, esse fatídico minuto não terá apenas 60 segundos, mas 61 segundos.

De acordo com Ricardo José de Carvalho, chefe da Divisão de Serviço da Hora do Observatório Nacional, ON, essa mudança no tempo é necessário para sincronizar os relógios atômicos de todo o mundo com o movimento de rotação do planeta. Segundo o pesquisador, em 2005 os relógios mundiais foram ajustados em alguns microssegundos para compensar os efeitos do tsunami que atingiu o sul da Ásia no final de 2004.

Carvalho disse que as correções para sincronizar os relógios atômicos com o tempo astronômico ocorrem desde 1972. Esses ajustes ocorrem uma ou duas vezes por ano e têm por objetivo manter a diferença de tempo entre os dois sistemas sempre abaixo de 1 segundo. "Até 2005 nenhuma correção havia sido necessária nos últimos sete anos", explica.

Desde 1967, quando o tempo mundial passou a ser coordenado, até os dias de hoje já foram acrescentados 33 segundos ao tempo dos relógios atômicos, devido aos atrasos da rotação da Terra. O segundo extra deste ano será o trigésimo quarto.


Maior ano desde 1992
Além de contar com 1 segundo a mais, o ano de 2008 também teve um dia a mais - 29 de fevereiro - pois foi bissexto. Assim, 2008 será o ano mais longo desde 1992, que também foi bissexto e coincidentemente também precisou receber um segundo a mais de sincronização. Até hoje, apenas quatro anos bissextos precisaram de um segundo intercalado.


Relógio Atômico
Desde 1967, a hora mundial é mantida por relógios atômicos altamente estáveis, que usam como padrão de tempo as oscilações dos átomos césio 133. Ao contrário dos relógios comuns que usam mecanismos de corda ou oscilações de cristais de quartzo, nos relógios atômicos cada segundo é representado por 9.192.631.770 oscilações naturais do nível de energia do césio 133. Apesar de ser altamente estável, relógios de Césio-133 atrasam aproximadamente 1 segundo a cada 65 mil anos.


GPS
O sistema GPS de posicionamento global também utiliza o padrão do Césio-133 para calcular o tempo que os sinais dos satélites levam para chegar até os receptores. Assim, se nada fosse feito haveria um gigantesco erro de 1 segundo entre as medidas de tempo, o que poderia representar grandes erros de cálculo. No entanto, se você utiliza equipamentos de GPS não precisa se preocupar. O próprio sistema se encarregará de efetuar a mudança de horário no seu receptor, mantendo a precisão do sistema.


Na Prática
Do ponto de vista prático, a introdução do segundo extra não vai ser percebida. Normalmente os computadores, celulares, etc., sincronizam seus relógios com algum dos inúmeros relógios atômicos espalhados pelo mundo e automaticamente farão a correção. Assim, quando os relógios marcarem zero hora do dia primeiro, brinde sem preocupações. Provavelmente os relógios estarão certinhos e você poderá entrar o Ano Novo com o pé direito. Na Hora Certa!


Foto: Relógio atômico de Césio-133 NIST-F1 mantido pelo Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia, NIST, dos EUA. A hora gerada por este instrumento é uma das mais utilizadas no mundo para sincronismo de tempo em computadores e telefones celulares. Crédito: NIST - National Institute of Standards and Technology.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta, que não há ninguém que explique e ningém que não entenda." - Cecília Meireles