Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Exploração Espacial
Segunda-feira, 20 jul 2009 - 09h55

20 de Julho. Há 40 anos o Homem descia na superfície da Lua

Há exatamente quarenta anos uma pequena cápsula com dois astronautas a bordo tocava pela primeira vez o solo lunar e marcava definitivamente o dia 20 de julho como uma das principais datas na história da humanidade. Apesar de hoje em dia estarmos acostumados à relativa complexidade dos lançamentos espaciais, a missão Apollo 11 é até hoje a mais complexa operação tripulada já realizada.


Clique para ampliar

Mais que um marco histórico, a missão Apollo 11 é um monumento à inteligência humana, que soube empregar com sabedoria os conhecimentos acumulados durante séculos, desde o lançamento dos primeiros foguetes de pólvora há mais de 700 anos até o uso intensivo de computadores e sistemas eletrônicos, passando pela compreensão das leis da gravitação universal em 1650 e emprego da propulsão moderna já na primeira metade do século 20.

Além de darem por finalizada a acirrada corrida espacial vivida na ocasião, a chegada dos astronautas à Lua confirmou a possibilidade técnica de uma missão repleta de riscos e desafios com os quais os cientistas e engenheiros jamais haviam se defrontado anteriormente.

Apesar de mais de 100 mil pessoas trabalharem no projeto, entre eles mais de 2000 cientistas, apenas três astronautas tiveram seus nomes inscritos na História: o piloto de testes Neil Armstrong, o piloto da força aérea Edwin 'Buzz' Aldrin e o piloto de combate Michael Collins, apesar de outros nomes também serem conhecidos, como o do lendário diretor de voo Eugene Kranz, retratado em diversos filmes sobre o tema e Wernher von Braun, principal projetista dos foguetes Saturno 5.

A Conquista
A viagem à Lua durou quatro dias e foi marcada por uma série de procedimentos que tiveram início com o lançamento do Saturno 5, em 16 de julho de 1969, a partir da plataforma 39-A do Centro Espacial Kennedy, na Flórida.

Após a Apollo 11 entrar na órbita da Terra, uma intrincada operação de manobras teve início, fazendo com que a Apollo 11 se desmembrasse em duas naves e se reacoplassem em um arranjo diferente. Em seguida, outra operação chamada injeção translunar arremessou o conjunto em direção à Lua, a mais de 40 mil quilômetros por hora.


Clique para ampliar

No dia 19 de julho o conjunto Apollo 11 finalmente atingiu a órbita lunar e outra operação de manobras teve início, desmembrando novamente a espaçonave em dois módulos. Enquanto um dos módulos, chamado Columbia, permaneceria em órbita com Michael Collins, o segundo módulo, chamado Águia, desceria até a Lua com Armstrong e Aldrin.

Algumas horas depois de separados, o piloto Buzz Aldrin comunicou ao centro de controle que ja estava a apenas 10 metros da superfície, mas um erro na manobra levou o Módulo lunar a mais de 6 quilômetros do local de pouso, o que fez com que o combustível atingisse níveis críticos. Mesmo com dificuldades o Águia pousou, às 17:17 do dia 20.

Depois de vários preparativos finalmente a porta do Módulo lunar se abriu e às 23:56 Neil Armstrong tocou a superfície da Lua e ciente do momento histórico que vivia proclamou a mais célebre frase do Século 20: "Este é um pequeno passo para o Homem. Um salto gigantesco para a Humanidade".


Experimentos
Na superfície da Lua os astronautas realizaram uma série de experimentos científicos, entre eles a coleta de rochas e observação do vento solar, além de instalarem um sismômetro passivo para detectar vibrações na superfície da Lua e um pequeno refletor laser, usado até os dias de hoje nas medições de distância da Lua.

Finalizada a primeira exploração o módulo Águia decolou e algumas horas depois se reacoplou ao Módulo de Comando, 100 quilômetros acima da superfície. Algumas horas depois a Águia foi descartada e a Apollo 11 iniciou a jornada de volta à Terra.

Retorno
A viagem de retorno durou mais quatro dias e quando o conjunto se aproximou da alta atmosfera terrestre o Módulo Columbia onde estava os astronautas se separou do módulo de serviço e a cápsula com os astronautas finalmente tocou o oceano Pacífico às 13:55 do dia 24 de julho. Em seguida os astronautas foram recebidos no porta-aviões USS Hornet e permaneceram em quarentena por 17 dias.

Após o período de confinamento, Armstrong, Aldrin e Collins foram recebidos como verdadeiros heróis pela população, desfilando em carros abertos por dezenas de cidades dos EUA.

Conheça a História completa
Veja o Vídeo no Apolochannel Especial!



Fotos: As fotos dispensam descrição. A primeira mostra Neil Armstrong descendo a escada do Módulo Lunar e a segunda foi feita pelo próprio astronauta ao pisar na Lua. Crédito: Nasa.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O acaso não existe; o que chamamos de acaso é o efeito de uma causa que não conhecemos" - Voltaire