Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Astronomia
Segunda-feira, 12 nov 2012 - 06h42

Show no céu: Eclipse Solar total terá transmissão ao vivo!

Nesta terça-feira o céu será palco de um dos mais intensos eventos astronômicos que existem: o eclipse total do Sol. Durante mais de três horas a Lua transitará na frente do disco solar e por alguns minutos o dia vai virar noite em diversos lugares da Terra.

Eclipse novembro de 2012
Clique para ampliar

Milhares de pessoas e observadores de todo o mundo não pouparam esforços para ver o grande evento e fizerem as malas. O local escolhido foi o nordeste da Austrália, mais precisamente a localidade de Cairns, um dos poucos locais habitados do planeta de onde o eclipse poderá ser visto na totalidade.

Início do Eclipse
O eclipse total do Sol de 13 de novembro de 2012 terá início exatamente às 18:35:08 BRST (horário de verão brasileiro), no instante em que a borda da Lua tocar a borda externa do disco solar. Neste momento, o eclipse estará fazendo sombra sobre o Parque Nacional Garig Ganak Barlu, a 250 km do leste da cidade de Darwin.

Viajando em sentido sudeste, a sombra umbral rapidamente cruzará todo o Golfo de Carpentaria, até atingir a Península de Cabo York, dois minutos depois, às 18:37:07. Neste instante, a borda da Lua terá penetrado todo o limbo do Sol, dando início ao cruzamento lunar no interior do disco solar, em um evento com 3 horas e seis minutos de duração.


Ápice do Eclipse
O ápice do eclipse ocorrerá precisamente às 20:11:48, quando ambos os astros estiverem acima das coordenadas 39.57 S e 161.20 W, um ponto completamente isolado no oceano Pacífico. Neste instante, o eixo da sombra da Lua estará praticamente alinhado com o centro da Terra e o disco solar estará completamente encoberto, transformando em noite uma extensa faixa que se estende desde o extremo nordeste da Austrália até o oeste do Chile.

O tempo máximo do eclipse total será de 4 minutos e 2 segundos, mas só poderá ser contemplado em sua totalidade caso o observador esteja exatamente sobre as coordenadas geográficas citadas. Quanto mais longe estiver, menor será o tempo de observação do fenômeno. Para os milhares de observadores situados em Cairns, na Austrália, o tempo estimado de escuridão é de 2 minutos.


Fim do Eclipse de novembro de 2012
Após 4 minutos de bloqueio o disco solar começará a ser visível novamente. Por 1 hora e 31 minutos a Lua ainda transitará na frente do disco Sol, mas à medida que o tempo passa mais e mais o disco estelar será desobstruído.

Às 21:48:24 BRST, sem a presença da Lua, finalmente o Sol estará totalmente visível novamente, com o extremo da sombra do eclipse terminando a 800 km da costa chilena.


Ao vivo
O eclipse do dia 13 não poderá ser visto do Brasil, já que o caminho da sombra começa na Austrália e termina no oeste do Chile. Mas nem tudo está perdido.

O Apolochannel retransmitirá em tempo real as imagens desde a cidade de Port Douglas, na Austrália, e colocará a disposição dos internautas um chat para que todos os interessados possam conversar e debater sobre o assunto. O chat será aberto na terça-feira e qualquer um poderá participar.


Próximo Eclipse no Brasil
No Brasil, o próximo eclipse acontecerá somente no ano de 2023 e poderá ser visto dos Estados do Norte e do Nordeste. Na ocasião o eclipse será do tipo anular, quando um anel solar permanecerá visível em torno da Lua. Eclipse total mesmo, só em 2045.


Como ocorre um Eclipse Solar
Um eclipse do Sol ocorre sempre que a Lua se posiciona entre a Terra e o Sol. Se durante um eclipse a lua encobre completamente o disco do Sol é chamado de eclipse total. Caso contrário, eclipse parcial.

Se durante um eclipse total a Lua estiver próxima de seu apogeu (maior afastamento da Terra), seu diâmetro aparente parecerá menor que o do Sol e por não cobrir todo o disco, parte do Sol ainda permanecerá visível em forma de anel, daí o nome "anular" para este tipo de eclipse. Anular significa "em forma de anel"

O eclipse do dia 13 será um eclipse do tipo total e todo o disco solar ficará oculto.



Artes: No topo, caminho da sombra produzida pelo eclipse de 13 de novembro de 2012. O ponto central é onde a totalidade terá maior duração, deixando a região 4 minutos na escuridão. Na sequência, esquema demonstra como ocorre um eclipse solar e em seguida os três tipos de eclipses solares. Crédito: Nasa/F. Espenak, Apolo11.com.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A gente só diz sim ou não no casamento e, ainda assim, às vezes erra." - Itamar Franco