Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Fenômenos Naturais - Furacões
16 mar 2005 - 08h00

Ciclone Ingrid atinge a Austrália com ventos de 300 km/h

O ciclone Ingrid, o mais forte a atingir a Austrália nos últimos 35 anos, causou hoje importantes danos em um remoto complexo turístico ao norte da Austrália Ocidental, antes de começar a perder intensidade.

O ciclone destruiu grande parte das instalações do complexo Faraway Bay, no litoral de Kimberley, embora algumas infra-estruturas permaneçam de pé. Segundo informou a emissora ABC, o pessoal do centro não sofreu danos ao refugiar-se no interior do contêiner de um navio.

O impacto do Ingrid foi menor na comunidade aborígine de Kalumburu, perto de Faraway Bay, onde vivem por volta de 350 pessoas, que ficaram sem água, eletricidade e serviço telefônico. O Escritório de Meteorologia reclassificou de novo o ciclone para a categoria 3, em uma escala de 5, já que prevê que vá perdendo intensidade à medida que viaja para o interior da Austrália Ocidental.

O Ingrid deixa a Austrália sem atingir a cidade de Darwin, como se temia, onde em 1974 o ciclone Tracy causou a morte de uma centena de pessoas.

Nesta imagem, feita ontem às 08h25 UTC (05h25 Hora de Brasília), vemos o ciclone Ingrid no momento que atingia a região costeira de Kimberly. No momento da imagem Ingrid sustentava ventos de 290 km/h, com rajadas de 310 km/h, fazendo do ciclone um poderoso sistema categoria 5 na escala Saffir-Simpson.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Usamos as ideias apenas para justificar nossa maldade, e as palavras para esconder nossas idéias." - Voltaire