Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Clima e Meteorologia
Asia e Pacífico, 17 Mar 2006

Tempestades de poeira atinge a Ásia e e Pacífico

Esta imagem, feita pelo satélite Aura, utilizando o sensor OMI de monitoramento de ozônio, mostra uma gigantesca tempestade de poeira sobre a Ásia e Pacífico.

A tempestade, carregada de aerosois (partículas em suspensão), começou no dia 9 de março de 2006 e no dia seguinte já atingia a região de Pequim, capital chinesa.

Durante diversos dias a tempestade de partículas permaneceu intensa, migrando em sentido leste em direção à Coréia e Japão.

As cenas mostradas foram capturadas no dia 9, 10 e 11 de março e mostram, através de coloração artificial, poeria fina, fumaça e poluição atmosférica.

A regiao mais intensa de aerosóis é destacada em vermelho e como vemos, os aerosóis levantados pela tempestade permaneceram delgados por diversos dias seguidos.

Nem todos os aerosóis são necessariamente resultados de tempestades de poeira. Os mais distantes, ao sudeste da tempestade do dia 9 de março, são provavelemente resulatados da poluição. Já no dia 11, partículas mais pesadas no sudeste da Ásia são consequência direta das queimadas com fins agrícolas.

A poeira vista nesta imagem foi originada no Deserto de Gobi, onde nos meses de março e abril, a quantidade de tempestades de poeira podem exceder o número total de de tempestades em toda a região durante o resto do ano. Não é incomum que os aerosóis levantados por essas tempestades atravessem todo o planeta.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A gente só diz sim ou não no casamento e, ainda assim, às vezes erra." - Itamar Franco