Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Invenções e Descobertas
Quarta-feira, 28 abr 2010 - 07h40

Cientistas descobrem a corrente mais rápida do oceano profundo

Uma importante descoberta vai ajudar os pesquisadores a monitorar os impactos das alterações do clima sobre os oceanos em todo o planeta. Cientistas australianos e japoneses descobriram uma densa corrente marítima com rápido movimento no oceano profundo da Antártida.

Correntes Oceânicas

Segundo os pesquisadores, a corrente tem uma velocidade média de 20 cm por segundo e é a mais rápida já encontrada até hoje no oceano profundo. Com essa velocidade, a corrente movimenta mais de 12 milhões de metros cúbicos por segundo de água fria e salgada da Antártida.

"São as maiores velocidades que vimos até agora nesta profundidade, de três quilômetros abaixo da superfície, o que foi realmente uma surpresa para nós”, afirmou Steve Rintoul, um dos autores do estudo.

A corrente já havia sido identificada anteriormente, mas faltavam dados mais concretos para entender sua importância. "Nós não sabíamos se era uma parte significativa da circulação ou não, e isso mostra claramente que é," completou Steve Rintoul.

Foram usados equipamentos de medição ancorados a 4.5 km de profundidade no mar para registrar a velocidade da corrente, a temperatura da água e a salinidade durante dois anos.

As conclusões colocam essa corrente como parte fundamental no padrão global de circulação oceânica o que deve ajudar nas previsões climáticas. Os pesquisadores querem ainda melhorar as medições da velocidade e do volume da água salgada fria ao redor da Antártida. Todo o estudo foi publicado na última edição da revista Nature Geoscience.


Arte: O gráfico mostra a atuação das principais correntes oceânicas no globo. As correntes marítimas que se movem em direção ao equador são frias e as que se movem em direção aos pólos são quentes. A descoberta da nova corrente marítima, a mais rápida do oceano profundo, vai ajudar os cientistas a entenderem alterações climáticas ao redor do planeta.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O acaso não existe; o que chamamos de acaso é o efeito de uma causa que não conhecemos" - Voltaire