Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Invenções e Descobertas
Quarta-feira, 14 mar 2018 - 10h37

Morre Stephen Hawking, um dos maiores gênios da ciência

O físico britânico Stephen Hawking morreu nesta terça-feira, aos 76 anos e deixou como legado as mais modernas teorias da física contemporânea, entre elas o funcionamento dos buracoas negros e a criação do Universo a partir da gravidade.

Morre Stephen Hawking, um dos maiores genios da ciencia

Além de contribuições fantásticas que ampliaram tremendamente o conhecimento humano com relação à cosmologia, Hawking era uma espécie de popstar. Sentado em sua cadeira de rodas e falando através da conhecida voz metálica, conseguiu como ninguém aproximar o público leigo de temas extremamente complexos.

Hawking nasceu em 8 de janeiro de 1942, exatamente quando se lembrava os 300 anos da morte do gênio Galileu Galiei.

Para se ter uma ideia da sua importância no mundo da ciência, Hawking ocupou a cadeira que foi de Isaac Newton na Universidade de Cambridge, onde lecionou matemática até 2009.


Deus x Gravidade
Por várias vezes Hawking confirmou sua opção pelo ateísmo e em seu estudo mais recente afirmou que o Universo não precisava de um Deus para ser criado. Em seu arrazoado descreveu matematicamente como a força da gravidade seria capaz de criar sozinha o Big Bang, a expansão primordial que teria dado início ao Universo.


Buracos Negros
Seu trabalho mais conhecido teve início em 1970, em colaboração com Roger Penrose, outro gigante da física do século 20. O estudo tratava das características dos buracos negros, onde se comprovou a existência das singularidades, pontos teóricos no espaço-tempo onde grandezas físicas como a curvatura ou a densidade de energia tornam-se infinitas, quebrando portanto as leis da física.

Hawking também descobriu que os buracos negros emitem partículas subatômicas, posteriormente batizadas de radiação Hawking.


Ruim na Escola
Assim como Einstein, Hawking teve grande dificuldade de aprendizado quando era criança. Segundo ele próprio, até os oito anos de idade não sabia ler ou escrever direito. Diz a lenda que seus amigos de escola fizeram uma aposta de que ele "nunca chegaria a lugar nenhum". Mas não foi bem assim.

Em 1959, com 17 anos, Hawking começou a cursar física em Oxford e três anos depois concluiu o curso, se tornando Ph.D. em cosmologia quatro anos depois, em 1966.

Doença Degenerativa
Aos 21 anos, Hawking descobriu que possuía uma doença degenerativa chamada esclerose lateral amiotrófica, responsável pelo enfraquecimento dos músculos do corpo. Ouviu que sua expectativa de vida era mínima e só teve ânimo de prosseguir os estudos quando conheceu Jane Wild, aquela que se tornaria sua mulher.


Muito POP
Tecer comentários sobre o legado de Hawking exigiria um livro bem grosso. Mas sua grandiosidade pode ser medida na forma de sucesso.

Em 1993, em um episódio de "Star Trek: The Next Generation", Hawking jogou cartas com Einstein e Newton e fez pontas em diversos programas de televisão, entre eles os Simpsons, Laboratório de Dexter, Uma Família da Pesada, The Big Bang Theory e muitos outros. Em os Simpsons, Hawking tem um insight sobre a formação do Universo ao conversar com Homer em um bar.


Admirável Mundo Novo
Recentemente, Hawking manifestava grande preocupação com o avanço a passos largos da Inteligência Artificial e dizia que era necessário um controle imperativo sobre ela. Segundo ele, a velocidade com que essa tecnologia avança põe em risco a própria humanidade e dentro de poucos anos, se não controlada, viveremos em um mundo totalmente vigiado por governos ou grandes corporações, dentro de uma espécie de Skynet ou do próprio Admirável Mundo Novo.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Dignidade não consiste em possuir honrarias, mas em merecê-las" - Aristóteles