Monte um helióstato para observação solar - Parte 1

De uma forma bem simplificada, um helióstato é um instrumento que serve para seguir o Sol e dirigir sua luz para um alvo fixo qualquer. Para fazer isso, são empregados superfícies refletoras e um sistema de rotativo que permite acompanhar o astro no céu, compensando o movimento de rotação da Terra.



Um helióstato tem aplicações em vários campos da atividade humana, tais como astronomia, geração de energia renovável ou iluminação.

Na astronomia, o emprego do helióstato se dá principalmente no estudo da observação solar, quando um ou mais espelhos conduzem a luz refletida pelo equipamento até o laboratório, onde será analisada por instrumentos ou até salas de projeção, onde a imagem do disco solar é projetada e pode ser vista por um grupo de alunos e professores.

No campo da energia renovável o helióstato é empregado para focalizar a luz do Sol em uma caldeira ou estufa de grande porte, onde o aquecimento da água ou do ar impulsionam grandes turbinas responsáveis pela geração de energia elétrica. Na área de iluminação o equipamento é empregado da forma mais simples possível, conduzindo a luz do Sol em direção à janelas ou saguões, poupando energia e reduzindo custos.


Nosso Helióstato
Devido às dimensões, nosso protótipo se encaixa perfeitamente dentro da primeira aplicação apresentada, mas nada impede que sejam feitos experimentos nos outros seguimentos, seja aumentando o tamanho ou o tipo de espelho empregado. Sua imaginação é o limite!


Objetivo
O objetivo desse trabalho é mostrar como podemos construir um helióstato com material simples e relativamente fácil de conseguir. Além disso, permitirá que o interessado exercite suas capacidades intelectuais em diversos ramos do conhecimento, tais como ótica, mecânica e eletrônica, indispensáveis para a construção do aparelho.


Dificuldades
Neste ponto, é importante deixar claro que os componentes mecânicos usados no protótipo podem ou não ser encontrados no comércio o que exigirá do interessado um grau elevado de improvisação para se chegar ao mesmo resultado. No entanto, uma sucata bem sortida poderá dar conta do recado. A parte ótica e eletrônica não apresenta os mesmos problemas e os componentes empregados são normalmente encontrados à venda e poderão ser facilmente substituídos para que o objetivo seja alcançado.



IMAGENS DE SATÉLITES !    Clique e conheça nosso Vídeo Workshop de sensoriamento remoto e imagens meteorológicas.
Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2001 - 2018
Política de Privacidade