Construa um sismógrafo e registre terremotos a longa distância - Parte 2

A montagem do sismômetro tem início com a construção da base do instrumento e da coluna de sustentação do pêndulo. Para montá-los você vai precisar dos seguintes materiais básicos:

  • 1 prancha de MDF de 100 cm x 20 cm x 2 cm
  • 1 coluna de ferro ou alumínio de aproximadamente 45 cm de altura
  • Parafusos auto-atarrachantes para fixar a coluna
  • 3 parafusos grossos com porcas para os pés niveladores
  • Parafusos de fixação, porcas e outras ferragens pequenas



    Apesar de nosso instrumento ser construído tendo como base uma prancha de MDF, o ideal seria utilizar alumínio por ser menos suscetível às variações de temperatura e umidade que poderão causar torções indesejáveis que seriam captadas pelo sismômetro como microssismos. Apesar dessa advertência, construímos nosso instrumento com MDF e não percebemos anomalias que pudessem ser creditadas a essas torções, por isso não vemos qualquer problema em usar esse material.

    A coluna usada em nosso instrumento foi retirada de um suporte de parede para TV, mas existem diversas peças que poderão servir para a mesma função e podem ser encontradas facilmente em casas de ferragens.


    Coluna de Sustentação
    Comece a montagem elegendo em qual extremidade da prancha ficará a coluna de sustentação e faça as marcações para sua fixação. Faça os furos que receberão os parafusos auto-atarrachantes com uma broca de diâmetro menor que o parafuso. Isso garantirá que a coluna fique bem presa à base.

    A posição da coluna deverá ser aquela em que possa apoiar uma das extremidades da barra de suspensão e ainda assim sobrar pelo menos uns 10 centímetros na extremidade oposta. No nosso caso, o centro da coluna foi erguido a 12 cm da extremidade.




    Pés niveladores
    Para que o pêndulo fique perfeitamente equilibrado é preciso que a base esteja nivelada. Isso é conseguido com auxílio de 3 pés ajustáveis, dois deles colocadas na altura da coluna e o outro no centro da extremidade oposta, na mesma distância da margem.

    Com auxílio de um lápis marque a posição dos 3 furos, dando a eles cerca de 2 cm de distância a partir das laterais.

    Faça 3 furos bem fininhos, um para cada pé. Esses furos serão usados como guia. Em seguida alargue esses furos e crie um rebaixo para que as porcas possam penetrar dentro deles. Mas atenção: não exagere na profundidade. Perfure apenas o suficiente para fazer um rebaixo para embutir as porcas.

    Feito o rebaixo, alargue cada furo-guia com uma broca ligeiramente mais grossa que o parafuso a ser usado. Uma vez feito os três furos, cole as porcas dentro dos rebaixos utilizando massa plástica ou algum adesivo epóxi. Pronto.



  • IMAGENS DE SATÉLITES !    Clique e conheça nosso Vídeo Workshop de sensoriamento remoto e imagens meteorológicas.
    Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2001 - 2019
    Política de Privacidade