Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Meio Ambiente
Quarta-feira, 2 set 2009 - 12h13

Desmatamento da Amazônia foi 93% maior em julho deste ano

O desmatamento na Amazônia em julho deste ano foi 93% maior que o mesmo período de 2008. Foi o que apontou um relatório da organização não-governamental Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), divulgado nesta terça-feira.

Utilizando imagens de satélite foi possível constatar que pelo menos 532 km² de florestas foram derrubadas em julho de 2009. No ano passado, a área derrubada foi de 276 km².

De acordo com o Imazon, a degradação ficou concentrada às margens da BR-163 no oeste do Pará e em unidades de conservação como a Área de Proteção Ambiental Triunfo do Xingu e as florestas nacionais de Altamira e do Jamanxim.

Só o Estado do Pará foi responsável por 70% do desmatamento total verificado em julho com mais de 372,4 km² de floresta devastada. Mato Grosso apareceu em segundo lugar com 12% do total devastado e o Amazonas em terceiro com 10%.

Ainda de acordo com o Instituto, pelo menos 18% dos novos desmatamentos ocorreram dentro de unidades de conservação que deveriam ser áreas protegidas da exploração ilegal de madeira.

Entretanto, numa análise geral o desmatamento na Amazônia caiu no período de ano. Em todo o Brasil a queda foi de 65% entre agosto de 2008 a julho de 2009, na comparação com agosto de 2007 e julho de 2008.


Gráfico mostra a participação de cada Estado no desmatamento medido em julho de 2009. Crédito: Imazon







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"As leis não são feitas para o homem bom" - Sócrates