Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Meio Ambiente
Quinta-feira, 19 mar 2009 - 08h03

FAO diz que Brasil desmatou 42% das florestas mundiais

Um novo relatório divulgado pelas Nações Unidas esta semana mostra que o Brasil, sozinho, registrou a maior perda de floresta nativa em todo o mundo entre os anos de 2000 e 2005. Segundo a entidade, mais de 40% de todo o desmatamento registrado no planeta ocorreu em terras brasileiras.

Realizado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, o estudo também destaca as dificuldades que o Brasil terá para diminuir o desmatamento, uma vez que a atividade agrícola e produção de etanol deverão crescer ainda mais nos próximos anos.

Segundo a FAO, entre 2000 e 2005 foram desmatados cerca de 200 quilômetros quadrados de florestas a cada minuto em todo o mundo. Somente no Brasil foram perdidos o equivalente a 3.1 bilhões de hectares de matas ou uma perda anual de 0.6% da cobertura de mata.

O relatório também mostra que o desmatamento cresceu em comparação ao período entre 1995 e 2000, quando o país perdeu 2.6 milhões de hectares por ano, ou 0.5% da cobertura vegetal.

Outros países também registraram números significativos de perda florestal. Mianmar perdeu 466 mil hectares por ano de floresta, Zâmbia 445 mil e Nigéria 400 mil. A Indonésia apresentou 2% de perda florestal entre os países pesquisados. A Europa, ao contrário, apresentou ganho na área de cobertura vegetal, com 600 mil hectares a mais por ano.

Apesar do ritmo acelerado de perda florestal, a FAO acredita que a crise econômica global terá impacto positivo, com a diminuição do desmatamento devido à menor demanda do setor imobiliário nos países ricos. Apesar disso o Órgão alerta para a queda dos investimentos, que afetará diretamente os esforços de gerenciamento das reservas e da madeira certificada. A FAO também teme que a crise internacional reduza os recursos governamentais destinados ao estudo e geração de energias limpas.


Maior Floresta
É importante notar que apesar dos números desfavoráveis divulgados pela FAO, não é de surpreender que o país apresente mais de 40% de todo o desmatamento registrado, uma vez que temos a maior floresta tropical do mundo. Seria realmente estranho se países como o Iraque ou Arábia Saudita apresentasse esse índice, uma vez que são constituídos basicamente de desertos. Pelo mesmo motivo também não é incomum o fato da Europa apresentar baixo índice de desmatamentos.

Mesmo de forma tímida, o Brasil vem apresentando bons resultados no combate aos desmatamentos. Como o relatório da FAO é feito a cada cinco anos podemos ter surpresas nos números que serão apresentados futuramente. Para melhor ou para pior.

Leia: Saiba como os países controlam suas florestas

Foto: Apesar do esforço em coibir o contrabando de madeira, caminhões carregados de toras são comuns na região amazônica. A maior parte da madeira é destinada à construção civil, especialmente nos grandes centros. Crédito: Wikimedia Commons.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"As leis não são feitas para o homem bom" - Sócrates