Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Meio Ambiente
Quarta-feira, 5 ago 2009 - 11h41

Há um mês incêndio consome área equivalente a Brasília

Um incêndio de dezenas de quilômetros quadrados consome há um mês a vegetação da área indígena Utiariti, no Estado de Mato Grosso. A área devastada pelo fogo já é equivalente ao território de Brasília (DF) e a fumaça pode ser vista a cerca de cem quilômetros de distância.

Desde o início de julho satélites de monitoramento de queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) já detectaram 303 focos de calor na região, mas até o momento nada foi feito pelas autoridades.

O pico do incêndio ocorreu no dia 30 de julho, mas ainda existem focos queimando. “Achamos que o fogo tinha acabado na sexta-feira à noite, mas não acabou”, afirmou Joelson Avelino Kinizokemaece, responsável pelo posto da Funai na reserva indígena.

A região é formada por uma vegetação de cerrado bem fechada, sem estradas ou aldeias nas proximidades, o que torna o acesso bem difícil. O Ibama diz que só pode intervir no caso após um pedido oficial da Funai , pois não pode entrar em terras indígenas sem autorização.

A Defesa Civil adota a mesma posição. Segundo o órgão existe pessoal e equipamento disponível para combater o incêndio, mas ressalta que terras indígenas são de responsabilidade do governo federal e que há restrições para entrar na reserva.

Até o início desta semana autoridades não tinham enviado homens para o combate ao focos de fogo e a fumaça. O fogo teria começado por moradores de uma aldeia vizinha chamada Quatro Cachoeira.


Foto: Imagem de satélite mostra área de floresta devastada na na reserva de Utiariti. Crédito: INPE.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O diabo é um otimista se pensa que pode fazer as pessoas piores do que são. " - Karl Kraus