Espaço - Ciências - Fenômenos Naturais
Compartilhe! 

Editoria: Meio Ambiente
Quarta-feira, 23 set 2009 - 09h11

Maior tempestade em 100 anos tinge Austrália de vermelho

Uma violenta tempestade de areia atingiu nesta terça-feira diversas cidades da Austrália, tingindo de vermelho as maiores cidades do país. A tormenta teve início durante a madrugada e afetou quase todas as cidades da Região de Nova Gales do Sul com ventos superiores a 100 km/h.


Clique para ampliar

Sydney, a maior cidade da Austrália, amanheceu tingida de vermelho e segundo informações oficiais o nível de poluição atmosférica subiu 1500 vezes acima do normal. A tempestade foi tão intensa que as autoridades pediram aos habitantes com problemas cardíacos ou respiratórios que não saíssem às ruas. Pessoas vestindo máscaras de proteção eram vistas em todos os locais da cidade.


Clique para ampliar

A tempestade se formou no Grande Deserto de Victória, na região central do país e rapidamente se propagou em sentido oeste até atingir Nova Gales do Sul, onde se localizam a capital Camberra, Sydney, Newcastle e outras importantes cidades. Imagens de satélites captadas na manhã de terça-feira mostram a gigantesca esteira de material particulado encobrindo uma extensa faixa de mais de 4 mil quilômetros, que vai desde o interior de Nova Gales do Sul até o oceano Pacífico. Informações de sites da Nova Zelândia confirmam que traços de poeira já são detectados sobre Auckland e New Plymouth, na Ilha do Norte.


Clique para ampliar

Devido ao sistema de circulação de ventos, a gigantesca esteira se desloca em sentido este-nordeste e parte da poeira deverá chegar nesta quarta-feira à Queensland, que sofre com incêndios florestais.


Clique para ampliar

Esta é a pior tempestade a atingir a Austrália nos últimos 100 anos e segundo os meteorologistas deverá continuar nas próximas horas com vendavais ainda mais intensos. Apesar das tempestades de areia serem comuns nesta época do ano, no entender dos climatologistas a grande intensidade registrada nesta tormenta tem como causa principal a prolongada seca que atinge grandes regiões do país.


Fotos: No topo, imagem registrada pelo satélite de sensoriamento remoto Aqua mostra a esteira de poeira atingindo a região da capital Camberra, em Nova Gales Sul. Crédito: Nasa/Modis Rapid Response Team. Na sequência, série de fotos capturadas pelos moradores locais. A primeira mostra um verdadeiro mar amarelo nas imediações da prais de Manly, na costa oeste do país. Crédito: Bradley Griffiths/news.com.au. Na sequência o teatro Opera House, em Sydney, imerso na poeira que tomou conta da cidade. Crédito: Stefanus Herryanto/news.com.au. Acima, Horbour Bridge, também em Sydney, vista entre a nuvem de material particulado. Crédito: Charlie Brewer/news.com.au.







Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2018
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Dignidade não consiste em possuir honrarias, mas em merecê-las" - Aristóteles