Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Agricultura da Antiguidade, já emitia gases estufa????

Notícia enviada em 04/03/2013
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Ao que parece o debate sobre as causas das mudanças climáticas (variabilidade natural ou sazonal x antropogenia ou ambas as causas, em maior ou menor grau), parecem não ter fim... Achados arqueológicos sugerem que os primeiros agricultores desmataram consideravelmente mais do que o esperado inicialmente, fazendo com que o período cunhado por Antropoceno retroagisse no tempo. O período atual, o Holoceno, iniciou-se há cerca de 12 mil anos. Contudo, grupos de cientistas propõem uma revisão desse conceito: a relação indissolúvel entre o ser humano e a natureza, permitiria assim criar um novo período, chamado de Antropoceno, ou período do homem. Tal período teria se iniciado em 1784, por ocasião do aperfeiçoamento da máquina a vapor por James Watt, ou seja, permitindo o uso de das primeiras máquinas modernas. Por outro lado, outros cientistas consideram que o Antropoceno teve início há muito tempo antes, com o advento das atividades agrícolas.

Entretanto, como teria se dado isso?

“A maior parte dos primeiros “fazendeiros” não eram tão “inocentes” há 7 mil anos” , sugere o cientista ambiental Bill Ruddiman da Universidade da Virgínia, Estados Unidos.

Segundo o acadêmico, o modo como os antigos fazendeiros desmatavam florestas é muito distinto daquele feito na atualidade... Eles usavam maior quantidade de terras e havia mais desmatamento devido a cada fazendeiro. Então, Ruddiman descobre que climatologistas por meio de pesquisa paleoclimática e arqueológica, subestimaram a necessitada quantidade de árvores cortadas pelos antigos fazendeiros para alimentar suas famílias. Eles não plantavam em pradarias que precisavam arar ou fertilizar os mesmo campos todo ano. Simplesmente cortavam florestas alimentadas pelo regime de chuvas, mudando-se para a próxima agindo num modo peculiar do tipo “retalhar e queimar”a cada poucos anos, depois da infertilidade dos campos. Isto teria adicionado mais clareiras nas florestas há milhares de anos atrás, do que pensavam climatologistas.... Portanto, gases estufa como dióxido de carbono e metano já teriam sido liberados em quantidades a mais do que se pensava anteriormente, tempos antes das primeiras queimas de combustíveis fósseis. Essa nova concepção, poderia trazer uma nova “contabilidade” aos efeitos do aquecimento global antrópico ou de origem humana.

Foi citado no início deste texto, como início do período Antropoceno, o ano de 1784, no entanto, climatologistas consideravam o início deste período como o ano de 1850, que marcaria o ponto inicial no qual as taxas de metano e de dióxido de carbono aumentaram exponencialmente na atmosfera. Por outro lado, níveis não observados e portanto não-contabilizados destes gases-estufa, já estariam sendo emitidos em taxa a mais que as naturais desde 650 mil anos atrás.... Nesse caso, a chamada pegada ecológica seria muito mais antiga do que se imaginava...

Portanto, o Antropoceno segundo esta concepção, pode ser muito mais antigo do que se supunha (milhares de anos atrás) e o aquecimento global antrópico não teria começado com o aperfeiçoamento da máquina a vapor e a Revolução Industrial e sim com o advento da agricultura.

A formação de fazendas primitivas remontam há cerca de 9 mil anos, na Europa e na Ásia. A irrigação do arroz se propagou a partir da China há 6 mil e 500 anos, por exemplo. O milho teve lugar no Peru há 5 mil anos, acabando por se espalhar pelo resto das Américas. Rebanhos de caprinos, bovinos, ovinos e outros e outros animais domésticos de fazendas expeliram mais taxas de gás metano no ar. E no processo de fazer clareiras nas matas e de queimar todas as árvores para criar as primeiras fazendas, mais de 1,5 acres ou aproximadamente 4 046 metros quadrados por ano por pessoa eram usados há milhares de anos, com base em estimativas de arqueólogos e que portanto, adicionam mais dióxido de carbono.

Por fim, a hipótese apresentada neste texto, ainda carece de mais bases sólidas, pois se desde milhares de anos atrás, já iniciaram-se as emissões de gases estufa pela humanidade (por parte das primitivas atividades agrícolas) muito antes da era industrial com suas emissões a partir da queima de combustíveis sólidos, isto não explica a Pequena Era do Gelo ocorrida no século XVII, quando a atividade magnética solar diminuiu muito e as manchas solares quase desapareceram completamente durante cerca de 150 anos. Nessa época, os Vikings abandonaram a Groenlândia, cuja vegetação passou de verdejante a tundra. A Finlândia perdeu um terço da sua população e a Islândia metade. O porto de Nova Iorque congelou e podia-se ir a pé da ilha de Manhattan à de Staten Island. No início do século XIX, houve uma redução menor da atividade magnética solar que foi acompanhada também de um arrefecimento que durou só 30 anos. E segundo a Organização Meteorológica Mundial, se a temperatura média da Terra subiu cerca de 1,4ºC a partir de meados de 1950, então, qual foi a contribuição no aumento nas taxas de emissões dos gases estufa devido aos primeiros agricultores há milhares de anos no passado? Sabe-se que a resposta dos oceanos por serem constituídos de água (calor específico alto) têm resposta lenta às mudanças térmicas, mas não tão lentas assim...

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Qualquer coisa é importante, desde que a julguemos importante" - William Tames