Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Apartheid climático entre Santos, capital e interior

Notícia enviada em 12/10/2014
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Que Santos (de modo particular e a Baixada Santista) tem um microclima com muitas periculosidades, talvez muitos já sabiam, principalmente santistas, mas bem provavelmente, poucos turistas o sabem...

Vejam só: neste ano (2014), as águas superficiais na costa paulista estiveram com temperaturas ligeiramente acima da média nos meses de julho e agosto, época do ano, que devido a ser o auge das menores temperaturas que as águas superficiais atingem, fortes nevoeiros de advecção se formam, podendo paralisar por horas a travessia de barcas e balsas entre Santos e Guarujá e vice-versa... Numa escala menor, ocorrem dias de céu nublado ou encoberto (ENTRECHOQUE) e temperaturas máximas que mal ultrapassam a casa dos 21ºC. Enquanto isso, na capital e no interior de São Paulo, altas temperaturas máximas reinantes (acima dos 30ºC, podendo atingir com facilidade a casa dos 38ºC, em Ribeirão Preto, Araçatuba, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, por exemplo.

Porém, em 2014, esta elevada discrepância não ocorreu, pelo menos entre Santos e a capital. Ainda assim, algumas discrepâncias têm ocorrido entre meados de setembro e este início de outubro, como ontem, dia 11 de outubro, quando na capital, a máxima das máximas, registrada no Bairro do Tremembé, atingiu tórridos e absurdos 36,4ºC. A mínima, no mesmo bairro, atingiu apenas 14,7ºC, caracterizando elevada amplitude térmica (como se fosse, guardadas as proporções, o clima de um deserto). Mas, a mínima das mínimas da cidade foi de 12,9ºC no bairro Capela do Socorro. Já, a umidade relativa mínima foi de 17,5% em Santana e Tucuruvi, caracterizando estado de alerta devido à alta secura do ar!

Parelheiros, apesar de tudo, ainda é o oásis paulistano!

Não somente Parelheiros, mas também M',Boi Mirim, Grajaú, etc, geralmente bairros do extremo sul da cidade.

Parelheiros, teve máxima de apenas 28,3ºC e mínima de 14,7ºC. A umidade relativa ficou em relativamente agradáveis 47,6%. Lembro que Parelheiros é um distrito longe das intensas ilhas de calor da cidade, situado em área de Mata Atlântica.

Santos tem microclima muito peculiar

O regime de ventos em Santos e na Baixada Santista em geral, pode ser bem diverso em relação à capital. Tanto é, que ontem, dia 11 de outubro, uma fraca frente fria passou pelo oceano, somente influenciando áreas litorâneas paulistas, trazendo ventos marinhos que aumentaram a umidade relativa do ar. O céu ficou entre parcialmente nublado e nublado praticmente todo o dia. A máxima medida na estação Amigos da Água em Santos, foi de amenos 26,2ºC. A umidade relativa mínima foi de 51%. Na Base Aérea do Guarujá, que se localiza em área descampada no Distrito de Vicente de Carvalho, a temperatura foi mais baixa ainda: somente 24ºC, sendo que a umidade mínima foi de 72%! Por esses dados, percebe-se claramente o efeito de APARTHEID CLIMÁTICO entre a Baixada, a capital e o interior.

Portanto, os ventos continentais de norte e noroeste não desceram para a Baixada nesta semana (apesar da intensa massa de ar seco estacionada na Região Sudeste) e nesse processo de descida do declive abrupto da Serra do Mar, não sofreram, pois, compressão, que poderia elevar a temperatura para máximas até superiores às tórridas cidades do interior, já citadas!

O ",calorzinho", que se fez presente na quinta-feira, com 28,5ºC e sexta-feira, com 30,4ºC em Santos, deveu-se unicamente a um fenômeno que não depende do deslocamento e intercâmbio de massas de ar, tais como os movimentos horizontais (advecção) - a inclinação dos raios do Sol, ou seja, a altura maior da posição do Sol em relação ao horizonte, que proporciona maior quantidade de radiação por metro quadrado de superfície...

Saliento também, que apesar das máximas consideravelmente inferiores da Baixada Santista, em relação às outras regiões paulistas, as mínimas pelo contrário, são relativamente altas em relação à capital e muitas cidades do interior, principalmente as das regiões de Campinas, Sorocaba e Vale do Paraíba!

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Qualquer coisa é importante, desde que a julguemos importante" - William Tames