Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Ar quente e seco chega intenso a Santos

Notícia enviada em 14/09/2013
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
De fato, o meu último reporte fala sobre resquícios do entrechoque (encontro de uma massa de ar quente e seca do continente, com outra fria e úmida - ver em https://apolo11.com/minhanoticia.php?noticia=Rsquicios_do_entrechoque_em_Santos&posic=dat_20130908-161035.inc), que no domingo passado (08 de setembro), em Santos e região (Baixada Santista), propiciou a advecção de massa úmida, na forma de nuvens muito baixas que encobriram parte dos cumes de morros da região mais próximos da orla marítima (vertentes à barlavento ou de frente para os ventos marinhos). Esse efeito, além do aspecto visual interessante, traz ar mais úmido e frio, o que não permitiram que as máximas em Santos (minha estação), tenham ultrapassado o limite máximo dos 25,4ºC (quinta-feira, 12 de setembro, registro dos sensores da minha estação, enquanto na capital paulista, as máximas tenham ficado nesta semana entre os 28ºC e os 29ºC (com ar muito seco)... No interior, máximas ultrapassaram em certos dias, a casa dos 31ºC, caso de Ribeirão Preto, no norte, São José do Rio Preto (noroeste), Bauru (centro-oeste) e Presidente Prudente (oeste). Ocorre que entre o final de julho e meados de agosto, em geral, a temperatura superficial marinha (T.S.M.), atinge seu estágio mais frio, embora neste ano, este fenômeno tenha se atrasado, pois só no final de agosto e começo de setembro, é que ficou estabelecido, as condições do ENTRECHOQUE, que causa desde simples névoa úmida até fortes nevoeiro marinhos de advecção, que paralisam tráfego de embarcações no estuário de Santos.... Inclusive, nas primeiras horas do dia 12 de setembro, quinta-feira, denso nevoeiro cobriu a região, porém, com a advecção desta intensa massa de ar quente e seca para a costa, o nevoeiro já se dissipou desde as 7:30 da manhã, mesmo com as águas superficiais no auge do frio, o que ao contrário, tipicamente, há um processo longo de dissipação do nevoeiro!

Ressalto, para valores de umidade relativas tão baixas quanto 17%, no interior em geral, o que caracteriza estado de alerta.

Mas, uma frente fria chegou há cerca de três dias no Rio Grande do Sul, porém, por lá estacionou, por conte de forte bloqueio atmosférico nos níveis e médios da atmosfera, que acabam insuflando ar quente e seco para a superfície, como uma gigantesca bomba de bicicleta. Esta compressão atmosférica começou a elevar especial e radicalmente as máximas na Baixada Santista, desde ontem, dia 13 de setembro, quando a máxima na minha estação, atingiu 33,3ºC , após um onze de setembro, com máxima de somente 25,4ºC. Este é o efeito do aquecimento pré-frontal mais a atuação da borda oeste da massa de ar de alta pressão semi-permanente conhecida como Alta Subtropical Atlântica, que influencia todo o leste do Brasil, incluindo o litoral paulista....

Por conta destes efeitos, correntes de ar seco tem chegado a Santos, o que certamente contribui para a redução da umidade relativa para apenas 29%, ontem, 13 de setembro.

Se não houvesse o bloqueio atmosférico, a frente fria já poderia aqui ter chegado, ou pelo menos, já por volta de dois dias atrás, infiltração de ar úmido pela costa, não permitiria o avanço do ar quente e seco tropical para o litoral paulista...

E hoje, dia 14 de setembro, a máxima atingiu em Santos, intensos 35,1ºC, sendo uma das mais altas temperaturas máximas de todo o estado paulista, com ar tão seco, que a umidade relativa do ar atingiu o valor de apenas 18%, portanto, abaixo dos 20%, que segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde, órgão ligado às Nações Unidas, é considera estado de alerta!

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A medida que se depravam os costumes, multiplicam-se as leis" - Macróbio, século V