Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

El Niño pode ter hoje papel mais secundário!!!!

Notícia enviada em 01/12/2012
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Sim,recentes pesquisas apontam uma fase menos preponderante do evento El Niño e por conseguinte uma fase mais ativa quanto ao papel de regulação climática do Oceano Atlântico Sul.

Isso, é claro, afeta bastante o Brasil, país com imenso litoral todo banhado pelo Atlântico.

De fato, no computo geral, o último episódio de El Niño foi em na primavera 2009 e verão 2010, onde houve picos de máxima em Santos, por exemplo (ver meus reportes sobre esse fato intitulado: ",SANTOS REGISTRA SUA MAIOR TEMPERATURA DESTA PRIMAVERA",: 38,6ºC! em https://apolo11.com/minhanoticia.php?noticia=SANTOS_REGISTRA_SUA_MAIOR_TEMPERATURA_DESTA_PRIMAVERA_386C&posic=dat_20091120-050207.inc e no reporte intitulado: ',Santos, 41,4ºC", em https://apolo11.com/minhanoticia.php?noticia=SANTOS_414C&posic=dat_20100208-221826.inc).

E foi só esse episódio que apesar das temperaturas no pico, foi classificado como um evento apenas de moderado a fraco! Em meio a este El Niño, uma série de episódios de La Niña, a sua contraparte (resfriamento anômalo do Pacífico), o que evidencia que dentro de ciclos climáticos a princípio, apenas naturais (sem a participação humana), a presença preponderante de uma fase fria climática da chamada Oscilação Decadal do Pacífico.

Portanto, segundo José Marengo, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a identificação de teleconexões, ou seja, a ocorrência de seca severa na Região Nordeste e de chuvas calamitosas na Região Sul e a análise de suas influências na circulação atmosférica podem ser úteis para a compreensão da ocorrência de eventos anômalos em várias outras partes do mundo.

Ainda, de acordo com Marengo, “Teleconexões estão associadas a causas naturais e não à influência antrópica. Em uma fase de tempo de 100 anos, podem ser observados diferentes padrões de oscilação, com efeitos sobre o clima de uma determinada região, como o El Niño, a Oscilação Decadal do Pacífico e a Oscilação do Atlântico Norte. Estamos vivendo, por exemplo, um período mais frio do Oceano Pacífico, com o Atlântico desempenhando um papel mais importante”. O citado pesquisador é também membro do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC).

O inverno quente e início de primavera frio experimentados pelo Brasil neste 2012 podem significar um ajuste natural, de acordo com outro pesquisador, Edmo Campos, professor do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo. Segundo este, estamos saindo de um período seco e isso é atribuído ao aquecimento global, que tem causas naturais e antrópicas, sendo que a humanidade amplifica o aquecimento, contudo, não se pode atribuir essas anomalias exclusivamente à ação antrópica.

Bem, evidência ou fato mesmo, só o tempo astronômico e meteorológico-climático dirá...

Esperemos que estes estudos não sejam daqueles reducionistas que tentam suavizar as mudanças climáticas, camuflando-as como simples variabilidade climática, esta muito mais natural do que de origem antrópica. Agora, fato mesmo, é que o Oceano Atlântico Sul (hemisfério sul), merece estudos mais ostensivos, haja vista sua importância reguladora climática para o Brasil, por exemplo.

Lembro que num livro de difusão científica antigo (Série Prisma), até os anos 1980, mapas do Atlântico Sul eram taxativos ao assinalarem textualmente: ",Não há formação e ocorrência de furacões no Atlântico Sul",... mas... em 2004, lembremos do Furacão Catarina na costa de Santa Catarina...

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias















  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Se os outros desistem da aposta todas as vezes que em que você tem uma boa mão, é porque está escondendo o jogo" - Curtis Jonhson