Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Entenda um pouco da Missão Kepler

Notícia enviada em 19/04/2013
por Marco Siqueira - São Paulo/SP
Existem planetas orbitando outras estrelas com características semelhantes às da Terra?

Nos últimos anos, os cientistas descobriram cerca de 400 estrelas com planetas em órbita gigantes. O desafio é encontrar planetas terrestres (aqueles com a metade a duas vezes o tamanho da Terra) e especialmente planetas que estão na ",zona habitável", de sua estrela onde a água líquida e, possivelmente, onde a vida como conhecemos pode existir. Podemos assim encontrar respostas com missão Kepler - a primeira missão capaz de detectar planetas do tamanho da Terra ou menores e se eles estão dentro ou próximo da zona habitável.

A missão Kepler é projetada especificamente para o mapeamento uma pequena parte da região da Via Láctea para descobrir dezenas de planetas do tamanho da Terra dentro ou perto da zona habitável e determinar quantos dos bilhões de estrelas em nossa galáxia possuem tais planetas.

Encontrando os planetas

A sonda Kepler foi projetada para detectar planetas que passam na frente de suas estrelas que fazem com que uma pequena queda na luz das estrelas. A Kepler vai olhar para apenas uma grande área do céu na constelação Cisne e Lyra. Ao longo da missão, a sonda vai medir simultaneamente as variações no brilho de mais de 100.000 estrelas a cada 30 minutos, procurando as pequenas “variações” na saída de luz que ocorrem quando um planeta passa na frente de sua estrela. O efeito dura de cerca de uma hora até aproximadamente metade de um dia, dependendo da órbita do planeta e do tipo de estrela. Este é o chamado ",método de trânsito", de encontrar planetas. Trânsitos são vistos somente quando o sistema planetário de uma estrela é quase perfeitamente alinhado com a nossa linha de visão. Para um planeta com a órbita e o tamanho da Terra, a probabilidade dele ser alinhado para produzir um trânsito é menor que 1%.

Visão além do alcance

A Kepler vai estar olhando ao longo espiral do braço de Orion da nossa galáxia. A distância de sua visão procurando planetas semelhantes a Terra é de 600 a 3.000 anos-luz, sendo que manos de 1% das estrelas que o Kepler vai estar olhando tem distância menor que 600 anos-luz e as estrelas com mais de 3.000 anos-luz são demasiadamente fracos para a Kepler observar o trânsito dos planetas.

Novas descobertas

A missão está um passo mais perto de descobrir se a nossa galáxia é o lar de um grande número de planetas como a Terra ou se eles são uma raridade. Porém, foram recém-descobertos (19/04/2013) três planetas dentro zona habitável em dois sistemas solares totalizando sete planetas.

Na órbita da estrela Kepler-62 (que não é do tamanho do nosso Sol, mas 2/3 de seu tamanho, mais frio e mais velho) foram encontrados três planetas dentro da zona habitável:

· Planeta Kepler-62f - 40% maior que a Terra, o menor exoplaneta conhecido zona habitável e com órbita de 267 dias,

· Planeta Kepler-62e - cerca de 60% maior que a Terra, orbita a cada 122 dias e está na borda interna da zona habitável,

· Kepler-62b, Kepler-62c e Kepler-62d – com órbita de cada 5, 12 e 18 dias, respectivamente, tornando-os muito quente e inóspito para a vida como a conhecemos. Dois são maiores do que a Terra e um é aproximadamente do tamanho de Marte.

A estrela Kepler-69 é uma estrela parecida com o Sol (tipo G, 93% o tamanho do Sol, 80% como luminosa, cerca de 2.700 anos-luz da Terra) e tem dois planetas em sua zona habitável:

· Planeta Kepler-69c – 70% maior que a Terra, o menor já encontrado na zona habitável de uma estrela parecida com o Sol. Ele orbita em cerca de 242 dias, semelhante à órbita de Vênus,

· Planeta Kepler-69b – um pouco mais de duas vezes o tamanho da Terra e orbita a cada 13 dias, é extremamente quente e está muito longe da zona habitável.

Porém, a sonda não consegue ver se existem luas orbitando os planetas encontrados, o que, em algumas vezes, podem conter vidas orgânicas.

Apesar da missão da sonda Kepler está apenas no começo, já foram catalogados mais de 2.700 planetas que são considerados ",candidatos", a terem vida como nós conhecemos e com certeza, até o fim do ano, outros 1.000 serão encontrados pela equipe da Nasa. Para quem estiver querendo mais informações sobre o assunto, consulte o site do projeto Kepler (http://kepler.nasa.gov/Mission/discoveries/) e veja a lista dos planetas. Logo no início da página, você verá as comparações dos planetas encontrados com a Terra e Júpiter. É importante, quando você procurar por um planeta como o nosso, fazer as comparações com a sua massa (Earth masses) e temperatura (Kelvin), por exemplo.

Enfim, temos que esperar as próximas divulgações da agência americana com os novos planetas potencialmente habitáveis.

Marco Siqueira enviou 3 notícias















  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"O homem tem de estabelecer um final para a guerra, senão a guerra irá estabelecer um final para a humanidade" - John Kennedy