Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Entrechoque fora de época em Santos e região!!!!

Notícia enviada em 13/06/2012
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
O entrechoque é o encontro entre duas massas de ar de características distintas: uma aquecida e seca oriunda do interior do continente e outra advectada do mar, portanto fria e úmida nesta época. Esse até é um fenômeno ",normal", no litoral paulista na época do inverno, principalmente a partir de fins de Julho até meados de Agosto, podendo em casos mais intensos, paralisar a travessia de balsas e barcas entre Santos e Guarujá momentaneamente. Porém, neste 2012, ainda na primeira quinzena de Junho, temos esse evento já ocorrendo de forma branda ontem na Baixada Santista (houve até breves momentos em que o Sol apareceu) e hoje de forma mais intensa, pois o céu está coberto por nuvens baixas (estratos) desde ontem até o momento, quando registro às 15:10, temperatura amena em 23,1ºC, umidade relativa elevada em 82% e pressão de 1018 milibares, na minha estação meteorológica na Vila Belmiro em Santos. Este entrechoque atípico (fora de época), ainda tem uma sutil diferença: como normalmente ele ocorre a partir de fins de Julho até meados de Agosto, o continente já está ligeiramente mais aquecido do que as águas marinhas, pois nessa época, o inverno já começa a declinar. Isso acarreta em grande discrepância térmica e de umidade relativa do ar entre o litoral, a capital e o interior do estado paulista, pois em situação de entrechoque, enquanto no litoral, o céu fica encoberto com temperaturas máximas amenas entre os 20ºC e os 23ºC, basta subir a Serra do Mar e a situação é oposta - a partir da cidade de Diadema, o Sol reaparece com máximas que podem atingir a casa dos 28ºC e ar seco. Mas, no outono, a situação é inversa: os mares ainda estão mais aquecidos do que as terras do continente e portanto, as temperaturas no litoral, principalmente as mínimas são ligeiramente superiores as do interior paulista, pelo menos até a latitude da região de Campinas. Portanto, refiro-me à condição desse entrechoque atípico: como o continente no outono ainda experimenta situação térmica amena, as máximas não estão muito elevadas na capital, Grande S. Paulo, Vale do Paraíba e região de Campinas, girando entre amenos 22ºC (capital), 24ºC (Campinas) e 25ºC (Guaratinguetá no Vale do Paraíba). Enquanto isso, a tórrida Ribeirão Preto tem máxima de 30ºC, embora ontem tenha alcançado os 31ºC!!!

Esta situação climática em meso e macroescala, é devida à atuação de um extensa área de alta pressão, que garante tempo estável, pelo menos até o final desta semana, quando uma nova frente fria e na sua retaguarda, outra massa de ar polar, deverá derrubar as temperaturas regularmente no sul do país e em parte do sudeste e do centro-oeste!!!

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A política é quase tão excitante quanto a guerra, e não menos perigosa. Na guerra só podemos morrer uma vez - na política várias" - Winston Churchill