Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Estiagem amazônica: Poluição volta a piorar em Rondônia

Notícia enviada em 30/08/2007
por Daniel Panobianco - Vilhena/RO
Dia 01 de setembro de 2007. Essa é a data fantasia criada por IBAMA e SEDAM (Secretaria de Desenvolvimento Ambiental) para o inicio de queimada liberada em Rondônia. Quer dizer, os mais de 1300 focos registrados até o momento foram ilegais e como se o governo não soubesse de nada, medidas para frear o desmatamento ilegal no Estado não têm valia. Prova maior está no céu, no ar que respiramos agora. A intensa concentração que CO (Monóxido de Carbono) e outros tantos poluentes nocivos à saúde humana e animal registrados desde julho, não podem entrar no calendário do desmatamento feito pelo Ministério do Meio Ambiente. Assim há redução absurda mesmo nas taxas de desmatamento na Amazônia Legal.

A verdade é que, enquanto houver árvore de custo em pé nessa região, a queimada irá fazer parte do cotidiano, aliás, já faz porque a própria SEDAM desconhece tamanha quantidade de destruição ocasionada pelo fogo em Florestas de Preservação Ambiental e Reservas Biológicas. A mesma poluição das queimadas que foi responsável por um grave acidente na rodovia BR-364 na semana passada em Vilhena, não pode entrar no calendário mesmo das autoridades de fiscalização de Rondônia. Para todos, o que importa são os números do desenvolvimento, mesmo que irracional e ignorante, pois são esses dados que geram lucro ao governo local.

O interessante é que no vizinho Estado do Acre houve boa vontade dos parlamentares em criar leis rígidas para diminuir o sofrimento da população local na época da seca. Resultado: Não há mais concentração excessiva de poluentes na atmosfera do Acre. Dizer que não há o que se fazer em Rondônia para minimizar os efeitos da poluição e desmatamento ilegal, é horrendo e pensamento de menosprezo com a população local.

A fumaça das queimadas só piora a cada dia no Estado. A cidade de Vilhena, por exemplo, tem registrado visibilidade horizontal de apenas 500 metros no aeroporto Brigadeiro Camarão. Uma falta de visibilidade nesse patamar já é considerado como fator de altíssimo risco aos meios de transporte, fluvial, rodoviário e aéreo. Mas, como não há medidas preventivas, o jeito é se familiarizar com a densa bruma todos os dias, manhã, tarde, noite e madrugada principalmente.

O livre pensamento do governo agora, não coloca na ponta do lápis, que no pesar da balança, os lucros obtidos no desmatamento, não suprem os gastos com pessoas amontoadas nos leitos dos hospitais. Quem paga por isso? A população, claro.

Um fator agravante contribuiu para a piora na qualidade do ar e consequentemente na visibilidade em Rondônia nas últimas 24 horas. A tão comentada frente-fria que, segundo as previsões, traria chuva para acabar com o longo período de estiagem, não surtiu efeito benéfico na região, apesar da queda geral de temperatura dando um alivio no intenso calor de até 38°C dos últimos dias. Os ventos de sul provenientes da Bolívia trazem agora no final de agosto, uma densa camada escura de fumaça que fecha o céu por completo no sul da Amazônia. O mês de setembro é considerado o mais critico em queimadas e poluição e quanto mais friagens chegaram à região, mais poluída ficará a atmosfera.

No momento auge em que o governo espuma a boca para falar de redução de desmatamento, até parece que estamos livres da incompetência visível de quem governa esta região

Daniel Panobianco enviou 86 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Dignidade não consiste em possuir honrarias, mas em merecê-las" - Aristóteles