Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Fevereiro de 2015 fecha com alto índice de chuva em Santos

Notícia enviada em 02/03/2015
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Outubro e Novembro de 2014, ",assustaram", a população de Santos e região, pois numa região em que há abundância de chuva, até mesmo no inverno, considerado estação da seca na capital e no interior do estado paulista, estes meses, ficaram respectivamente com índices de apenas 16 milímetros por metro quadrado (dado da estação meteorológica Amigos da Água), quando deveria chover cerca de 150 milímetros (foi o outubro mais seco em 30 anos em Santos) e de 90 milímetros por metro quadrado, quando deveria chover 160 milímetros por metro quadrado.

E em dezembro de 2014, até dia 22, até às 16:10 contava apenas 66 milímetros por metro quadrado de chuva, quando de uma forma praticamente inesperada em termos de volume de chuva, um aguaceiro histórico atinge Santos, estabelecendo volume impressionante de 240 milímetros por metro quadrado em apenas 24 horas, batendo o recorde de 1978 de 194 milímetros em 24 horas, ou seja, há 36 anos em Santos!

Ano de 2015 por enquanto tem situação hidrológica confortável em Santos e região!

Janeiro de 2015, pelo menos nos primeiros 21 dias também contava com índice de chuva muito pequeno, mas, finalmente, com a chegada de uma frente fria ao litoral paulista, entre às 21:40 de 21/01/2015 e 22/01/2015, a chuva acumulou grande volume: 127 milímetros registrados pelo pluviômetro da estação Amigos da Água em Santos. Foi a chuva mais volumosa deste ano de 2015.

E assim, janeiro de 2015 fechou com 385 milímetros por metro quadrado, quando a média deste mês é de 256 milímetros por metro quadrado, então, Santos, contou com volume de chuva de cerca de 50% a mais...

Finalmente, fevereiro de 2015, não assustou nem um pouco, pois já começou chuvoso. Com o afastamento da Alta Subtropical do Atlântico Sul (massa de ar semipermanente na costa brasileira, que se aproximou anomalamente da costa da Região Sudeste), para latitudes mais ao sul e longitudes mais a leste do nosso litoral, as frentes frias e a atuação de um intenso ciclone subtropical, repito subtropical, pois não tem nada a ver com furacão (ciclone tropical), trouxe um aporte muito elevado de umidade do mar para a costa, criando muitas bandas de nuvens carregadas. Até às 14:30 de 06/02/2015, o índice pluviométrico medido pela Estação Amigos da Água em Santos, foi de notáveis 156 milímetros por metro quadrado, volume que representou nesta ocasião, pouco mais da metade do índice esperado para fevereiro, que é de 220 milímetros por metro quadrado. No mês inteiro, acumulou-se 384 milímetros por metro quadrado, cerca de 75% a mais...

Rodolfo Bonafim

Diretor Científico da ONG Amigos da Água

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A medida que se depravam os costumes, multiplicam-se as leis" - Macróbio, século V