Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Hiponatremia:

Notícia enviada em 19/01/2013
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Ecologia Humana: água demais intoxica o organismo:

Hiponatremia é uma anomalia que reflete o excesso de água em relação ao sódio, na ausência de insuficiência renal limitando a excreção de água, e na ausência de ingestão excessiva de água além dos limites de excreção, ela em geral se dá por estímulo do hormônio antidiurético (HAD ou ADH), que leva à reabsorção de água livre nos túbulos coletores dos néfrons (unidades funcionais dos rins pois apenas um néfron é capaz de realizar todas as funções renais, entre outras, a deeliminar resíduos do metabolismo do sangue).

Uma hiponatremia grave ou rapidamente progressiva pode resultar em inchaço do cérebro (edema cerebral), com sintomas principalmente neurológicos. A hiponatremia mais frequentemente é uma complicação de outras doenças nas quais os fluidos ricos em sódio são perdidos (como por exemplo a diarréia ou vômito), ou quando água em excesso se acumula no corpo em uma taxa maior do que pode ser excretada.

Além de causas de origem natural, no meio esportivo, pode parecer incrível, mas, um número considerável de maratonistas (principalmente os novatos, que levam até várias horas para cruzar a linha de chegada), está sofrendo problemas de saúde devido ao excesso de ingestão de água. Médicos e especialistas em corridas e desportos a princípio pensavam que tratava-se de mais alguns casos comuns de desidratação. Para surpresa destes especialistas, um outro problema surgia no cenário das maratonas: a hiponatremia, uma anomalia causada pelo desequilíbrio de sódio no organismo, trazido por excesso de consumo de água, o qual afetava inicialmente atletas de ",Ironman",, prova que leva os competidores aos limites físicos. Mas, nos últimos anos, a hiponatremia tem aumentado no meio dos maratonistas, especialmente mulheres e corredores novatos que demoram até mais de quatro horas para completar o percurso da corrida. Pelo menos quatro atletas de maratonas morreram a partir de traumas relacionados à hiponatremia na última década, incluindo uma mulher ano passado na Maratona de Boston. Dezenas de outros atletas apesar da gravidade do problema, sobreviveram. Então, qual a solução para este distúrbio que desafia os médicos e outros especialistas em esportes no sentido de repensar seus conceitos sobre desidratação e hiperidratação? Por exemplo, na Maratona de Houston de 2003, foi reduzido o número de pontos de parada de água no seu trajeto de 30 para 16 e mais de 20 escalas ao longo da reta para que os corredores pudessem avaliar se eles estão retendo excesso de água. A Maratona de Baltimore tinha 15 pontos de parada de água, três a menos do que em anos anteriores. Os primeiros sinais de hiponatremia, incluem náuseas e são frequentemente confundidos com sintomas de desidratação, portanto, deve-se incentivar corredores a testar sua hidratação, monitorando o peso durante os treinos. Perda de peso de mais de 3 a 5% pode indicar significante desidratação, enquanto ganho de peso, aponta para a hiperidratação. É preciso pois, tomar cuidados a fim de que este problema seja minimizado, sobretudo nas corridas populares, onde o número de atletas inexperientes tem aumentado significativamente nos últimos anos, o que incrementa a probabilidade da ocorrência da hiponatremia, que na realidade é um tipo de intoxicação por excesso de consumo de água, diminuindo a quantidade de sódio no organismo e daí acarretando sérios efeitos nocivos à saúde dos atletas.

Rodolfo Bonafim enviou 940 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Há pessoas que não levam em conta a realidade, mas em compensação a realidade também não as leva em conta" - Karl Marx