Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Luz de estrela morta deforma luz de anã vermelha

Notícia enviada em 15/04/2013
por Marco Siqueira - São Paulo/SP
O telescópio espacial Kepler, da NASA, em conjunto com a equipe da Universidade Cornell - EUA - que estuda as atividade ultravioleta das estrelas, observou os efeitos de uma estrela morta curvando a luz da sua estrela irmão, uma anã vermelha.

FOTO [http://www.news.cornell.edu/sites/chronicle.cornell/files/Lensing%20System%203.MAIN__0.jpg]

>> Concepção artística - a gravidade da anã vermelha curva a luz de sua irmã vermelha

Os resultados estão entre as primeiras detecções deste efeito - resultado previsto pela Teoria da Relatividade Geral de Einstein - num sistema de estrelas binárias ou duplas.

A estrela morta, que nada mais é do que uma anã branca, é o núcleo queimado do que era uma estrela como o nosso Sol. Ele está presa na órbita de sua estrela irmã, uma pequena estrela anã vermelha. Embora a anã branca seja fisicamente menor que a vermelha, ela é bem mais maciva. Segundo o Phil Muirhead, Ph.D, a branca é do tamanho da Terra, porém com a massa do Sol. Quando a anã branca passou em frente de sua companheira espacial, sua gravidade dobrou a luz que foi observada pelo telescópio.

A anã vermelha orbita a anã branca em apenas 1,4 dias (aproximadamente 34 horas!). Este período orbital é tão curto que as estrelas devem ser previamente submetidas a um ",common-envelope", que é a fase em que a anã vermelha orbitou dentro das camadas mais externas da anã branca. Além disso, o curto período orbital significa que os dias da anã vermelha estão contados: em alguns bilhões de anos, a intensa gravidade da anã branca irá retirar o material externo da anã vermelha, formando um anel quente de material estelar ao redor da anã branca.

Neste novo estudo, os cientistas usaram lentes gravitacionais para determinar a massa da anã branca. Ao combinar essas informações com todos os dados que eles adquiriram, eles foram capazes de medir com precisão a massa da anã vermelha e o tamanho físico das duas estrelas.

Marco Siqueira enviou 3 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"A guerra é mais difícil de começar do que de acabar." - Salústio - historiador - 86-35 a.C