Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Maior máxima de abril e sacolas plásticas ao vento noroeste

Notícia enviada em 12/04/2014
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Cerca de 100 milhões de toneladas de lixo flutuam em inundações a cada ano no planeta. E 90% de todo o lixo flutuante no Brasil é constituído por detritos de plástico. Cerca de 12 bilhões de sacolas plásticas são consumidas no Brasil por ano. Os dados, da organização não governamental Amigos da Água, mostram a importância do uso correto das sacolinhas de supermercado. “O plástico continua poluindo matas e oceanos e por extensão corpos de água, rios e cachoeiras”, afirma Rodolfo Bonafim, diretor científico da entidade, especialista em climatologia, astronomia e geologia ambiental.

Bonafim lembra que o plástico também pode ser ingerido acidentalmente por animais silvestres ou marinhos, ocasionando mortes. Se descartado nas ruas, impede a necessária drenagem das chuvas pelos bueiros, gerando enchentes urbanas. O plástico descartado em aterros e lixões impermeabiliza o solo, retém resíduos orgânicos e colabora na produção do metano, um gás tóxico três vezes mais poluidor do que o dióxido de carbono, associado ao aquecimento global. Um percentual importante de doenças tratadas em hospitais é de origem hídrica e como resultado a cada ano 2,5 milhões de crianças de zero a 5 anos morrem por falta de água de boa qualidade ou água contaminada em todo o mundo.

Bonafim diz que o descarte de lixo e entulho domiciliar nas calçadas e vias públicas é um fato agravante, mesmo que seja provocado pela população que mora fora das áreas de maior risco. “Uma pancada de chuva ocasional, que não traria maiores consequências, com o entupimento de bueiros pode tornar-se causa de transtornos”, diz ele. Os dejetos de animais e moradores humanos das ruas, depositados nas vias, é carregado pelas chuvas, aumentando o risco de doenças causadas pela água contaminada.

Neste sentido, em dias como os de hoje, sábado, 12 de abril de 2014, quando correntes de ventos aquecidos e secos sopram do quadrante noroeste e que ao transporem o desnível abrupto da Serra do Mar sofrem mais aquecimento ainda, pelo processo de compressão adiabática (sem perdas de calor), estudos já comprovados alertam sobre a grande quantidade de sacolas plásticas depositadas sobre a orla da praias de Santos e região, justamente por que são descartadas acidental e/ou propositadamente em vias públicas e daí são transportadas pela ação dos ventos de noroeste, que sopram do continente para o mar...

Portanto, hoje é um dia de alerta, pois com ventos mesmo calmos soprando do quadrante noroeste, por conta da aproximação de uma frente fria, elevando a temperatura e secando o ar, precisamos ficar ainda mais vigilantes quanto ao descarte errôneo das sacolinhas plásticas...

A máxima medida hoje na minha estação em Santos, foi de 33,8ºC, sendo a mais alta de abril e a umidade relativa foi de 41%.

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Deixe que me odeiem, de maneira que me temam!" - Calígula