Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Nuvens nacaradas na Terra do Fogo

Notícia enviada em 02/08/2013
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Nuvens nacaradas (ou madrepérolas) se assemelham às comuns nuvens de elevada altitude, que por vezes prenunciam a aproximação de sistemas frontais, as cirros, formadas por cristais de gelo devido obviamente à altitude. Por outro lado, as nuvens nacaradas também são semelhantes na morfologia às nuvens de média altitude, como as Altocúmulos.

Apresentam iridescência (iridescência é um fenômeno óptico que faz certos tipos de superfícies refletirem as cores do arco-íris) bem visível, análogas às madrepérolas, e as cores das iridescências têm seu brilho máximo no ocaso. A constituição física das nuvens nacaradas é ainda desconhecida, entretanto, existe a hipótese de que estas nuvens sejam formadas por minúsculos cristais de gelo. Tais nuvens são raras e se formam a alturas de 30 mil metros, ou seja, cerca de três vezes a altura das cirros!

Mas, essa raridade, foi quebrada de certa maneira, pois nesta semana de frio polar histórico, a cidade argentina de Rio Grande, na Terra do Fogo, experimentou a aparição de nuvens nacaradas no céu.

Finalmente, nuvens nacaradas são também conhecidas como nuvens estratosféricas polares, pois são mais comuns na Antártida e mais raras sobre a área continental da parte meridional da América do Sul. Interessante é que há relação entre a aparição dessas nuvens nacaradas na Terra do Fogo com a poderosa erupção polar na América do Sul... Para comprovar de fato, através de dados do NOAA (espécie de NASA da Climatologia e Oceanografia), no momento da aparecimento das nacaradas, a temperatura no nível estratosférico (acima da troposfera, nível que é palco dos eventos meteorológicos) em 10 milibares de pressão, está muito abaixo da média histórica 1979-2008 e no valor recorde mínimo para essa época do ano (auge do inverno no Hemisfério Sul).

Nota: não se deve confundir nuvens nacaradas com nuvens nacaradas com nuvens noctilucents. As primeiras, como relatei acima se formam a 30 mil metros de altura e são constituídas de minúsculos cristais de gelo, enquanto as noctilucents que se formam em alturas superiores a 80 mil metros, sendo também bastante raras e possuem aspecto fibroso semelhante às cirros, ocorrendo algumas horas após o ocaso.

Sua formação se deve possivelmente à poeira de meteoros, agindo assim como núcleos de condensação.

Rodolfo Bonafim

Diretor Científico da ONG Amigos da Água (especialista em Climatologia, Astronomia e Geologia Ambiental)

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Servidores públicos são como livros numa estante: Quanto mais altos nas prateleiras, menos servem" - Paul Masson