Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Oitava friagem do ano atinge Rondônia

Notícia enviada em 29/07/2007
por Daniel Panobianco - Vilhena/RO
A pressão subiu de 1016 para 1020 hPa, o vento mudou de SE para S em questão de poucas horas e a temperatura caiu de 17°C para 14°C às 06h30min desse domingo. Uma nova queda de temperatura no sul da Amazônia. Fenômeno raro de ocorrer em ondas de características mais oceânicas, mas o fato foi que voltou a fazer frio na Região Norte. Com esse temos, portanto, o oitavo fenômeno da friagem de 2007, um recorde total no número de incursões frias. Nesse momento venta forte e ainda faz frio em diversas cidades de Rondônia.

Daniel Panobianco enviou 86 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Se tivéssemos de aturar dos outros tanto quanto nos permitimos a nós mesmos, a vida seria insuportável" - Georges Couteline