Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Qual é o aglomerado globular mais belo - o do norte ou o do sul?

Notícia enviada em 08/12/2012
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Os esplendores do céu visto no hemisfério norte ou boreal, historicamente, devido ao avanço da civilização na Europa (Grécia, Roma) e Ásia (Egito na África do norte e parte na Ásia, Antiga Pérsia, Mesopotâmia, Arábia, Ìndia e China), foram primeiro contemplados, observados e catalogados do que seus ",primos", do hemisfério sul ou astral), tais como a Grande Nebulosa na Constelação de Órion (praticamente localizada na região do chamado Equador Celeste, extensão na abóbada celeste do equador terrestre e vista de ambos os hemisférios da Terra), Grande Galáxia da Constelação de Andrômeda, etc, etc, etc... e o aglomerado globular de estrelas (estrelas velhas que situam-se no halo da Via Láctea, a nossa galáxia) de designação no Catálogo Messier - M13, na constelação boreal de Hércules.

Tal aglomerado é considerado pelos habitantes do hemisfério norte aficionados por Astronomia, como uma das maravilhas celestiais...

O ",Glamour", dado pelos norte-americanos às Cataratas do Niagara na fronteira Estados Unidos - Canadá, é semelhante a este objeto celeste.

Porém, sabemos, no caso das Cataratas, que as do Iguaçu, na fronteira tríplice Brasil, Argentina e Paraguai é mais exuberante tanto em beleza, c omo em dimensões e volume de águas do que as americanas.

O mesmo podemos dizer com relação ao Aglomerado boreal M13 e seu ",primo", austral (do hemisfério sul), conhecido por Ômega da Constelação do Centauro de designação do New General Catalogue - NGC 5139, que foi descoberto pelo célebre astrônomo Edmond Halley, mas foi somente em 1830, que outro astrônomo inglês, John William Herschel, o primeiro a reconhecê-lo como um aglomerado globular. Tal objeto orbita assim como o M13, nossa galáxia, a Via Láctea, sendo o maior e mais brilhante dos aglomerados globulares que a orbitam. É um dos poucos que pode ser visto a olho nu e dista cerca de 15.800 anos-luz de nós da Terra....

Portanto, em termos de grandiosidade (número de estrelas) e beleza, Ômega Centauri, como é mais conhecido, supera seu ",primo", do norte, o M13.

Nas imagens anexas, à esquerda temos uma foto do M13 e à direita, uma foto realizada por mim no Observatório Municipal da cidade de Amparo - interior paulista. Não que a minha foto seja melhor, mas acredito que Ômega Centauri, intrinsecamente é mais notável!

Rodolfo Bonafim enviou 942 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Quando se procura muito o jeito de se fazer temer, sempre se encontra primeiro o de se fazer odiar" - Motesquieu