Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Quão escuro é o seu céu???

Notícia enviada em 26/07/2012
por Rodolfo Bonafim - São Paulo/SP
Há cerca de trinta anos, para se encontrar um céu noturno de qualidade às observações e fotografias astronômicas, era necessário viajar durante uma hora de carro com uma velocidade, digamos de 80Km/h a partir de uma cidade, o que perfazia cerca de 35 Km de distância.

Hoje em dia, aproximadamente 150 Km se viaja à referida velocidade a fim de poder se livrar da poluição, seja luminosa especialmente....

Escrevi ano passado sobre este tema (https://apolo11.com/minhanoticia.php?noticia=Degradacao_do_ceu_noturno_e_sustentabilidade&posic=dat_20111012-040742.inc) e volto agora a este, devido à escalada crescente de instalação de luminárias inadequadas qe em vez de iluminar a superfície efetivamente, ilumina também a atmosfera. Por outro lado, é preocupante ter conhecimento que em praias onde tartarugas fazem a desova, a iluminação pública pode desorientá-las...

Bem, trago neste reporte a Escala de Bortle, que elenca em níveis, de 1 a 9, a qualidade da do céu noturno, desde o mais escuro e ímpido, até o mais poluído...

Classe 9 - céu da cidade, fortemente iluminado, mesmo do ponto mais alto. Algumas constelações e estrelas mais brilhantes, como Alfa Centauro são visíveis. Planetas como Vênus e Marte também são aparentes, além da Lua.

Classe 8 - céu da cidade onde há um brilho cinzento ou alaranjado, tanto que é possível ler sem ajuda adicional. A olho nu as estrelas parecem um pouco mais brilhantes. Com um binóculo ou um telescópio é possível identificar mais algumas estrelas e aglomerados.

Classe 7 - surge uma transição entre o centro urbano e o subúrbio, que é menos iluminado. O fundo do céu tem uma cor acinzentada, porém fontes luminosas são evidentes em todas as direções. Via Láctea ainda não aparece e as nuvens são muito luminosas. Com um telescópio, é possível ver manchas de nebulosas, mas sem definição.

Classe 6 - céu de subúrbio, onde a luz zodiacal não pode ser vistas, mas traços da Via Láctea são vistos no zênite. Nuvens em qualquer ponto do céu parecem muito brilhantes. Mas é impossível observar com clareza objetos complexos do céu sem binóculo ou telescópio como a NGC 5128.

Classe 5 - céu de subúrbio, onde nas noites claras de primavera e outono alguns traços da luz zodiacal são visíveis. A Via Láctea parece muito desbotada, muito fraca ou até invisível. Em boa parte do céu, as nuvens são brilhantes e no horizonte, mas há fontes visíveis de luz evidentes em todas as direções do horizonte.

Classe 4 - surge uma transição entre o céu de subúrbio e o rural. Pontos de poluição luminosas são aparentes em várias regiões, mas não em todo o horizonte. A luz zodiacal é mais evidente e já é possível ver a estrutura da Via Láctea, mesmo que com poucos detalhes. Quando próximas do horizonte, as nuvens são mais claras e no zênite são mais escuras.

Sem poluição e com

poluição luminosa

Classe 3 - céu rural, mas é possível ver alguma poluição visual no horizonte. Pouquíssima iluminação nas nuvens no horizonte, mas são negras no zênite. Estruturas complexas da Via Láctea são visíveis, mas aglomerados globulares não são distinguíveis a olho nu.

Classe 2 - local escuro, o brilho da atmosfera pode ser aparente ao longo do horizonte. A luz zodiacal ainda brilha e é distinguível por sua cor amarelada quando comparada ao branco-azulado da Via Láctea. Muitos objetos ainda são observáveis a olho nu.

Classe 1 - céu completamente escuro, ótimo para observações, com várias regiões da Via Láctea bem visíveis a olho nu e luz zodiacal visível. Galáxias e algumas nebulosas, como a de Órion são visíveis sem ajuda de binóculos ou telescópios. Objetos ao redor serão invisíveis devido à escuridão.

Se você leu a escala desde a classe 9 até a classe 1, faço uma pergunta: em qual nível ou classe está o seu céu, ou melhor da sua cidade???

Observe, pense e responda...

Estaremos fadados, caso não haja desenvolvimento sustentável, a observar o céu somente a partir de softwares tipo planetário, na telinha fria do monitor do micro???

O tema, poluição luminosa é, pois, multidisciplinar, da Astronomia numa ponta à Ecologia, na outra.

A foto anexa da nebulosa planetária Dumbell situada na Constelação de Vulpecula raposinha em latim), feita por mim no Observatório de Amparo - SP, considerado de céu ",suburbano",, a classifico na classe 5.

Façam suas classificações também....

Saliento ainda que sendo rigoroso até demais, céu perfeitamente escuro não há, pois até existe um tipo de ",poluição natural", dada pela luz zodiacal, que consiste na luz solar refletida em partículas de poeira que estão em órbita do Sol e que se encontram concentradas no plano do Sistema Solar. Muitas delas são restos de cometas, ejetadas quando estes astros trafegam pelo interior do sistema solar, outras são remanescentes do disco que deu origem aos planetas.

Além da luz zodiacal, existe uma fraca emissão de cor esverdeada originada por átomos de oxigênio na alta atmosfera, ou seja na ionosfera, cerca de mais de 140 Km de altitude, na camada F da ionosfera. Resumindo, durante a noite ocorrem as emissões do oxigênio atômico, molecular, do íon hidroxila, do sódio, entre outros. O oxigênio excitado é o responsável pela emissão e sua intensidade luminosa é o dobro da estelar. Tal fenômeno é denominado de luminescência noturna e por vezes pode ser confundido com a aurora polar (boreal ou austral)...

Rodolfo Bonafim enviou 940 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Há pessoas que não levam em conta a realidade, mas em compensação a realidade também não as leva em conta" - Karl Marx