Espaço, Ciência e Tecnologia. Educação Científica.
Tudo o que acontece na Terra e no espaço
você encontra aqui.
     

Rio Machado não baixa e já desaloja em Ji-Paraná (RO)

Notícia enviada em 19/01/2010
por Daniel Panobianco - Ji-Paraná/RO
Janeiro é mês de chuva em Rondônia. De chuva, mas não de enchente. As águas que alimentam as cabeceiras dos rios, por ciclo natural, primeiro deixam o solo encharcado para só depois provocar a subida no nível dos mesmos. Mas isso não está acontecendo este ano, Isso porque o período de seca em 2009, que normalmente vai de maio até outubro, não teve estiagem significativa ou falta de chuvas e por isso o solo na região vem acumulando umidade há meses. O resultado pode ser comprovado agora, Enchente em diversos municípios em um mês de janeiro. A situação do rio Machado, ao longo de sua formação, desde as terras em Vilhena até Ji-Paraná, preocupa. O nível do rio, que atingiu 10,52 metros na madrugada de domingo, hoje pela manhã estava em 10,43 metros, muito acima da cota de alerta que é de 9,78 metros, segundo a estação telemétrica da ANA (Agência Nacional de Águas) Diversas famílias dos bairros Primavera, Urupá, Casa Preta, São Francisco, Dom Bosco e Duque de Caxias já saíram de suas casas devido aos alagamentos. De acordo com a COMDEC (Comissão Municipal de Defesa Civil), pouco mais de 10 famílias deixaram suas casas, mas outras tantas estão convivendo com água até o joelho, mas teimam em deixar suas residências com medo de roubos. Ao que depender da previsão meteorológica, os moradores dos bairros agora atingidos pela cheia terão de deixar suas casas às pressas, pois o volume de chuva esperado até sexta-feira é muito alto e deverá cair, principalmente nas cabeceiras, podendo elevar o nível do Machado em Ji-Paraná em até quase 11 metros, o que seria uma enchente recorde em um mês de janeiro. Normalmente, marcas acima de 11 metros foram registradas apenas em março e abril. Nas últimas 24 horas choveu em Vilhena 76 milímetros, de acordo com dados da estação automática do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia). Esta água já está em curso descendo para o rio Machado, o que deverá manter o nível do mesmo em Ji-Paraná oscilando entre 10,30 metros e 10,45 metros, caso nenhuma chuva caia nos demais rios afluentes. Se por ventura voltar a chover na região da Zona da Mata e em Pimenta Bueno, Ji-Paraná poderá estar diante de uma das maiores cheias de que se tem registro. A previsão dos modelos de previsão numérica dos institutos indica até 150 mm de chuva nos próximos 7 dias no centro-sul de Rondônia.

Daniel Panobianco enviou 3 notícias








  ENVIE SUA NOTÍCIA   Edite sua assinatura
  
Cadastre sua assinatura


Título da Notícia


Escreva sua Notícia


Envie uma Foto (opcional)
     Ajuda




Seu Nome

Seu E-mail

Estado



Digite o código ao lado
SEM o primeiro caractere


  


Dicas para um bom texto

1 - Não escreva tudo em maiúsculas ou minúsculas. Use os acentos corretamente.
Use sempre um corretor ortográfico!

2 - Não escreva seu texto com apenas 1 parágrafo: com certeza faltarão informações.

3 - Não escreva textos longos: serão cansativos. Dê brilho à sua notícia. Seja um redator!

4 - Dê preferência às notícias em tempo real, que ocorrem próximos à você, como tremores, fenômenos atmosféricos, astronômicos, óticos e até de condições do trânsito comprometidas por fenômenos naturais.


MUITO IMPORTANTE

1 - Antes de serem publicados, todos os textos serão verificados.

2 - A cópia de material da internet é ilegal.
As notícias ou matérias devem ser escritas pelo próprio internauta.
Fotos enviadas devem ser livres de direitos autorais.

Apolo11.com - Todos os direitos reservados - 2000 - 2019
Política de Privacidade   |     Termo de Uso e Licenciamento   |  -   Entre em Contato

"Por que, ó insensatos, fazer besteiras fora da lei ? Há tanto jeito de fazê-las dentro !" - Carlos Dossi